HGV realiza cirurgias ortopédicas e neurológicas neste sábado

O objetivo é agilizar as cirurgias que não foram realizadas

Com o objetivo de agilizar as cirurgias dos pacientes que não foram operados no período da greve dos enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem, o Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza, neste sábado (5), procedimentos cirúrgicos nas áreas de ortopedia e neurocirurgia.

Segundo a diretora-geral do hospital, Clara Leal, a meta é realizar 20 cirurgias ortopédicas e duas embolizações de aneurismas. "São pacientes graves da urgência que vamos fazer um esforço para que o atendimento seja realizado com rapidez", explica a diretora.

Ela destaca que, com a implantação de mutirões aos sábados e feriados e o funcionamento do centro cirúrgico à noite, conforme acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, foi possível ampliar o volume cirúrgico e, consequentemente, reduzir o tempo de espera por um procedimento. Segundo Clara Leal, a fila de espera de pacientes que aguardavam por uma cirurgia passou de 4.246, em 2014, para 1.837 em 2016, uma redução de 72%.

A diretora disse que está incluso no planejamento para 2016 um incremento em 30% no volume de cirurgias, com a conclusão da reforma de mais sete salas cirúrgicas; implantação de mais 24 leitos de UTI; além de um incremento na oferta de consultas no ambulatório em torno de 15%.

Está previsto também o credenciamento do HGV para realizar transplante hepático.


Hospital Getúlio Vargas
Hospital Getúlio Vargas
Fonte: Ascom