Homem é espancado por vizinhos após esfaquear mulher em SP

Depois de mais um desentendimento entre o casal, a mulher foi golpeada mais de 20 vezes com uma faca de cozinha

Depois de ir até a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Marília, a 443 km da capital paulista, nesta segunda-feira, e desistir de prestar queixa formal contra mais uma agressão do marido, Vanusa Euflasino Bordin, de 35 anos, voltou a ser agredida na tarde desta terça-feira. Ela foi esfaqueada pelo companheiro.

Depois de mais um desentendimento entre o casal, a mulher foi golpeada mais de 20 vezes com uma faca de cozinha. Um dos golpes perfurou o pulmão da vítima, que precisou passar por cirurgia no final da tarde desta terça-feira no Hospital das Clínicas (HC) da cidade.

O caso de Vanusa é mais um dos inúmeros registros diários de violência doméstica no Brasil quando a mulher agredida se cala deixando de registrar o fato na polícia por medo, por amor ou por acreditar que o companheiro irá mudar. Quatro em cada dez mulheres brasileiras já foram agredidas por seus companheiros, segundo dados do Governo Federal.

A ocorrência foi registrada na zona sul da cidade. Após a agressão, Paulo César de Souza, de 33 anos, foi espancado por vizinhos do casal, que ouviram os gritos de socorro da mulher. Ele só não sofreu ferimentos porque a Polícia Militar foi acionada e chegou ao local evitando que ele fosse agredido pelos moradores.

De acordo com a polícia, outras ocorrências de agressões físicas e verbais entre o casal já haviam sido registradas, mas nunca com tanta gravidade.

A maior parte dos desentendimentos entre o casal era motivada por ciúme. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o HC onde permanece internada em estado grave.

Paulo César de Souza foi preso em flagrante por tentativa de homicídio com os agravantes da lei Maria da Penha.

Fonte: Terra