Homem é morto a tiros após assistir ao jogo do Brasil na segunda em GO

Com passagens pela polícia, vítima estava em calçada quando foi alvejada

Um homem de 33 anos foi executado por volta das 20h30 de segunda-feira (23) enquanto caminhava em uma calçada no Setor Vila Pedroso, em Goiânia. Testemunhas informaram à Polícia Militar que os tiros foram disparados por dois jovens que passaram em um carro.

De acordo com o padrasto da vítima, Sebastião Martins Ferreira, o enteado o disse que ia assistir ao jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo. "Ele era uma pessoa tranquila, encontrei com ele hoje [segunda-feira] cedo, ele ainda conversou comigo e disse que ia assistir ao jogo do Brasil, mas não o vi mais", afirmou o padrasto.

Sebastião contou que este é o quarto filho que a mulher perde. Outros dois filhos foram executados e um morreu em acidente automobilístico.

De acordo com a PM, a vítima tinha oito passagens pela polícia por furto e uma por lesão corporal. "Pode ser que essa situação pregressa dele tenha causado esse o resultado, mas a gente não pode afirmar, no momento, que seja a causa do óbito dele", informou o tenente da PM Airton Vieira da Silva.

Motociclista assassinado

Um jovem de 18 anos também foi assassinato na noite de segunda-feira. Conforme testemunhas relataram à PM, por volta das 22h, a vítima estava em uma motocicleta quando foi baleada nas costas por um homem que passou em um carro, no Setor Cândida de Morais.

O jovem chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu ao ferimento e morreu a caminho do Centro de Assistência Integral à Saúde (Cais) do Setor Cândida de Morais. Segundo a polícia, a vítima tinha envolvimento com drogas.

Reação a assalto

O último homicídio registrado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios ocorreu no Setor Santa Helena, por volta das 23h, onde um homem de 37 anos morreu a facadas. Segundo a Polícia Civil, a vítima reagiu a tentativa de assalto do seu carro e os criminosos o executaram.

Policiais civis informaram que nenhum suspeito de cometer os crimes havia sido detido até o inicio da manhã desta terça-feira (24). Os assassinatos são investigados pela DIH.

Fonte: UOL