Homofobia : Filho de casal gay é espancado na escola e permanece em coma

O adolescente estuda na unidade desde os seis anos e o irmão dele, de 15 anos, presenciou a agressão.

Um adolescente de 14 anos foi espancado por cinco na quinta-feira (5) dentro de uma escola pública na Vila Jamil, São Paulo, e está em coma. O motivo: homofobia, já que o jovem é filho adotivo de um casal gay.

"Eu não sabia que meu filho sofria preconceito por ser filho de um casal homossexual. O delegado nos informou. Estamos tristes e decidimos divulgar o que aconteceu para que isso não se repita com outras crianças", afirmou Márcio Nogueira.

O adolescente estuda na unidade desde os seis anos e o irmão dele, de 15 anos, presenciou a agressão. Em estado grave, o garoto está internado no Hospital Regional Ferraz de Vasconcellos e teve aneurisma cerebral e está em coma induzido.

Dois dos agressores estiveram na casa da avó do menino para pedir desculpas. Márcio registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Ferraz de Vasconcelos e diz que pretende processar o Estado. "Estou pedindo muito que meu filho sobreviva a tudo isso, mas queremos também que a Justiça seja feita".

Fonte: Uol