Hora do Planeta é lançada no Brasil

A intenção do ato simbólico ajuda a criar uma verdadeira onda de conscientização e mobilização da sociedade em relação ao aquecimenento global

O WWF-Brasil anunciou hoje, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, o lançamento da Hora do Planeta 2010, movimento mundial de alerta contra o aquecimento global. Em sua segunda edição no Brasil, o evento, conhecido globalmente como Earth Hour, ocorrerá em 27 de março, das 20h30 às 21h30, e terá o Rio de Janeiro como cidade-sede nacional.

Além do Cristo Redentor e da Praia de Copacabana, que tiveram suas luzes apagadas em 2009, a Prefeitura do Rio do Janeiro também irá desligar os refletores do Arpoador e da Igreja Nossa Senhora da Penha, levando o evento para a Zona Norte da cidade. A Prefeitura também contatará o Exército para incluir o Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Aterro do Flamengo, na lista dos ícones cariocas que participarão da Hora do Planeta. Além destas, também já estão confirmadas as participações do morro do Pão de Açúcar, da Fiocruz ? Fundação Oswaldo Cruz - e do Jockey Club Brasileiro. Além de desligar monumentos da cidade, a Prefeitura vai envolver a Secretaria Municipal de Educação, levando a mensagem da Hora do Planeta para mais de 800 mil alunos de cerca de mil escolas da rede municipal de ensino.

Com o patrocínio da Coca-Cola Brasil, do HSBC, da TIM e do Walmart Brasil, a Hora do Planeta 2010 pretende contar com a adesão de mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. Durante o lançamento, o Secretário Municipal de Conservação e Serviços Públicos do Rio de Janeiro, Carlos Roberto Osório, que representou o prefeito Eduardo Paes, anunciou quais monumentos cariocas serão apagados na noite da Hora do Planeta e transmitiu o entusiasmo do Prefeito com a escolha, por mais uma vez, do Rio como cidade-sede do evento no País. ?O Rio vai se envolver tremendamente na Hora do Planeta. Queremos bater recordes e ser uma das cidades com mais adesões em todo o mundo; vamos dar um show?, adianta o secretário, acrescentando que o Rio tem como objetivo se firmar enquanto líder para o País e para a América do Sul na questão da sustentabilidade.

Para o País, a expectativa do WWF-Brasil é aumentar o número de 113 cidades que aderiram à Hora do Planeta em 2009. Segundo Álvaro de Souza, presidente do Conselho Diretor do WWF-Brasil, ?a intenção do ato simbólico de apagar as luzes ajuda a criar uma verdadeira onda de conscientização e mobilização da sociedade em relação ao aquecimento global. Só não vê as mudanças climáticas quem não quer. O planeta e o clima estão mudando, e por nossa culpa. Soluções sustentáveis a longo prazo devem ser tomadas e, efetivamente, implementadas. Isso é responsabilidade de todos?, alerta Álvaro de Souza.

O apoio do governo federal à Hora do Planeta foi confirmado por meio de depoimento em vídeo do Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc. Segundo ele, a iniciativa faz parte do Plano de Mudanças Climáticas do Ministério. ?Um simples gesto de desligar pode acender uma luz de alerta para o planeta?, disse o Ministro.

Na ocasião, o WWF-Brasil apresentou a campanha publicitária desenvolvida, voluntariamente, pela agência Leo Burnett. A veiculação da campanha, composta pelo filme ?Superpoderes?, por peças impressas e spots de rádios, teve início nesta semana e, em breve, estará nos principais meios de comunicação de massa do País.

Além do presidente do Conselho Diretor do WWF-Brasil, Álvaro de Souza, do Secretário Municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osório, e da Secretária-Geral do WWF-Brasil, Denise Hamú, também participaram da solenidade os representantes dos patrocinadores da Hora do Planeta no Brasil - Marco Simões, vice-presidente de comunicação e sustentabilidade da Coca-Cola Brasil; Mauricio Bacellar, diretor de Comunicação e Sustentabilidade da TIM; Fernando Moreira, CEO do HSBC Seguros (Brasil) S.A.; e Christianne Urioste, diretora de Sustentabilidade do Walmart Brasil ?, que falaram sobre as ações que suas empresas desenvolverão para a Hora do Planeta (abaixo).

No Ano Internacional da Biodiversidade, o objetivo da Hora do Planeta no Brasil é conscientizar a sociedade sobre a importância da conservação e recuperação das matas, florestas e recursos hídricos nacionais como forma de proteção e adaptação contra as mudanças climáticas, bem como para reduzir emissões de gases do efeito estufa causadas pelo desmatamento.

Em 2009, milhões de brasileiros apagaram suas luzes e mostraram sua preocupação com o aquecimento global. No total, 113 cidades do País, incluindo 13 capitais, participaram da Hora do Planeta no ano passado. Ícones como o Cristo Redentor, a Ponte Estaiada, o Congresso Nacional e o Teatro Amazonas ficaram no escuro por sessenta minutos. No mundo, 4088 cidades de 88 países aderiram ao movimento na última edição.

A mobilização para o evento já começou, por meio do site www.horadoplaneta.org.br, onde cidadãos, empresas e organizações brasileiras podem fazer seu cadastro, deixar seu comentário e obter mais informações sobre o movimento. O WWF-Brasil também já está em contato com as principais capitais e cidades brasileiras para a realização do evento.

?A Hora do Planeta é um movimento de todos nós. Ela une cidades, empresas e indivíduos para demonstrar às lideranças mundiais - e, principalmente, para mostrar uns aos outros - que queremos uma solução contra o aquecimento global. É uma oportunidade única para nós, brasileiros, de nos unirmos com a comunidade global em uma única voz para combater as mudanças climáticas?, acrescenta Denise Hamú, secretária-geral do WWF-Brasil.

O lançamento mundial da Hora do Planeta 2010 ocorreu em Chengdu ? primeira cidade da China a assumir o compromisso de apagar as luzes no dia 27 de março ? e cidade natal da ursa panda Mei Lan, Embaixadora Mundial do movimento. Os pandas gigantes, símbolos da Rede WWF, habitam Chengdu há mais de 8 milhões de anos. O papel de Mei Lan como embaixadora poderá ser acompanhado pelos sites www.twitter.com/earthour e www.earthhour.org.

Patrocinadores da Hora do Planeta no Brasil

Neste ano, o WWF-Brasil conseguiu o apoio de quatro grandes empresas como patrocinadores. Coca-Cola Brasil, HSBC, Tim e Walmart Brasil, se comprometeram com a promoção da Hora do Planeta, realizando eventos, campanhas de conscientização e ações de comunicação para diferentes públicos.

Coca-Cola Brasil - A sustentabilidade é um compromisso para Coca-Cola Brasil, refletindo na forma como a empresa e seus 16 fabricantes, além de Del Valle e Leão Junior, lidam com pessoas e com o meio ambiente.

Como patrocinadora do maior movimento mundial de conscientização contra o Aquecimento Global, a Coca-Cola Brasil irá realizar o evento Nacional da Campanha Hora do Planeta 2010 na cidade do Rio de Janeiro. Ela reunirá parceiros, funcionários, políticos e personalidades para, juntos, apagarem as luzes por uma hora em prol de um mundo mais sustentável e consciente.

Fonte: WWF-Brasil