HUT fará cadastro das vítimas e tipos de acidentes de trânsito

Novo sistema já está especificando melhor o tipo de veículo ocupado

O sistema de registro de entrada de paciente do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) está ganhando várias alterações para qualificar e especificar melhor os motivos de entrada para atendimento de acidentes de trânsito no hospital.

O treinamento, que iniciou ontem (23), e vai até o dia 29, está sendo realizado por técnicos da pela Fundação Municipal de Saúde por meio da sua Gerência de Vigilância de Doenças Crônicas e Agravos Não Transmissíveis (GEVIDANT).

De acordo com Ana Amélia Pedrosa, gerente da GEVIDANT da FMS, essa gerência é responsável por produzir e disseminar conhecimentos voltados a apoiar e fundamentar intervenções e políticas de vigilância de doenças crônicas e agravos não transmissíveis e promoção a saúde.

"Os dados que colhemos são imprescindíveis para nos mostrar as necessidades reais da nossa sociedade. Com eles podemos fortalecer e ampliar o trabalho das políticas públicas do nosso município e do nosso estado", explicou Ana Amélia.

Como parte das ações desenvolvidas dentro do projeto Vida no Trânsito esse treinamento irá preparar o banco de dados do registro de porta de entrada do HUT para compor a lista única de vítimas de acidentes de trânsito e identificar quais foram mais graves ou fatais. O novo sistema já está especificando melhor o tipo de veículo ocupado e o modo de locomoção da vítima.

"Estamos especificando ainda mais os tipos de veículos envolvidos nos acidentes. Já incluímos o pedestre, o ciclista, motociclista, automóvel, veículo pesado, ônibus, transporte aéreo ou por água, entre outros.

Com esses dados em mãos conseguiremos melhorar nosso trabalho de intervenção, com ações mais qualificadas e focadas a partir dos resultados apresentados", disse.

Fonte: Jornal Meio Norte