Idosa desaparece em visita ao Santuário Nacional de Aparecida

Idosa desaparece em visita ao Santuário Nacional de Aparecida

Segundo o filho da idosa, João Carlos Winck, Beatriz sumiu por volta das 17h, sem deixar rastro.

A família da aposentada Beatriz Joanna Von Hohendorff Winck, 77 anos, procura desde o último domingo, 21, por informações sobre a idosa, que desapareceu durante uma visita ao Santuário Nacional de Aparecida, na região do Vale do Paraíba, em São Paulo.

Beatriz e o marido, Delmar Winck, 82 anos, partiram de Portão, cidade onde residem no Rio Grande do Sul, acompanhados de cerca de 30 pessoas que viajaram à Aparecida em uma caravana organizada pela agência Moratti Turismo.

Segundo o filho da idosa, João Carlos Winck, Beatriz sumiu por volta das 17h, sem deixar rastro. "Meus pais estavam em uma loja de velas, e minha mãe estava aguardando na porta da casa de velas enquanto ele efetuava o pagamento. Quando ele retornou para encontrá-la, ela já havia desaparecido", disse João.

Depois de procurar, sem sucesso, a mulher pelo Santuário, Delmar avisou o filho sobre o desaparecimento, ainda na noite de domingo. Desde segunda-feira, João e o cunhado estão hospedados com Delmar em um hotel da cidade, acompanhando as buscas por Beatriz.

Segundo João, um Boletim de Ocorrência foi feito na delegacia da cidade, e já foram feitas buscas no Instituto Médico Legal, hospitais e abrigos de Aparecida e cidades vizinhas, como Guaratinguetá e Potim. "Começamos a divulgar na mídia e no Facebook o desaparecimento dela, mas até o momento não apareceu nada. A Polícia Militar está fazendo buscas", disse.

A família da idosa afirma que ela não possui histórico de Mal de Alzheimer, mas confirma que ela já apresentou lapsos momentâneos de memória, e não descarta que alguma doença não diagnosticada possa ter afetado a memória de Beatriz.

Uma das hipóteses da família é que ela tenha se confundido, e entrado em um ônibus por engano, podendo estar em outra cidade, ou mesmo Estado. De acordo com a assessoria de imprensa do Santuário Nacional, no dia do desaparecimento, mais de 164 mil pessoas passaram pelo local.

A caravana que foi a Aparecida com Delmar e Beatriz seguiu para Holambra (SP) na terça-feira, e de lá passará por Poços de Caldas (MG), retornando no final de semana para o Rio Grande do Sul. A família da idosa permanece em um hotel de Aparecida, aguardando informações sobre dona Beatriz. Segundo João, a agência está prestando toda a assistência à família. Quem souber informações sobre o paradeiro de Beatriz, pode entrar em contato com a polícia, pelo 197.

Fonte: Terra