II Congresso Brasileiro de Filosofia do Direito será em Teresina

Evento será na OAB-PI

Começa na próxima quinta feira o ?II Congresso Brasileiro de Filosofia do Direito ? Os Fundamentos Filosóficos do Direito?. O evento será realizado no período de 08 a 10 de abril de 2010, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Piauí (OAB-PI) e deverá reunir os maiores filósofos do Direito do Brasil.

O Congresso acontece através de uma parceria entre o Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região -Piauí, a Escola Judicial do TRT da 22ª Região, a Associação dos Magistrados do Trabalho do Piauí (AMATRA XX) e a Academia Piauiense de Letras Jurídicas (APLJ). Segundo o desembargador federal do trabalho, Francisco Meton de Marques Lima, do TRT/PI, um dos organizadores do evento o objetivo é reunir os interessados no pensamento jurídico. ?Discussões como as levantadas em congressos como este é que proporcionam uma prática jurídica severamente meditada, crítica e reavaliada constantemente?, destaca.

Entre os objetivos do evento, examinar e debater temas da Filosofia do Direito, momentosos e importantes, em atualização e aprofundamento de conhecimentos, bem como servir de instrumento de formação ética e cidadã de estudantes e profissionais do Direito.O público alvo são os professores dos cursos de Direito e de Filosofia, magistrados, membros do Ministério Público, advogados, estagiários de Direito, alunos, outros profissionais e estudantes interessados.

Entre os palestrantes confirmados o Ministro do Tribunal Superior do Trabalho e conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, Ives Gandra, que chega a Teresina no dia 09, às 16h. Ele proferirá palestra no dia 10, sábado, pela manhã. Também está confirmada a presença de Adalberto Antônio Batista Arcelo, professor doutor da PUC/SP, João Maurício Adeodato, professor doutor da UFPE, Fernando Augusto da Rocha Rodrigues, professor doutor da UFRJ, e Nelson Juliano Cardoso Matos, professor doutor da UFPI.

Para o desembargador Francisco Meton de Marques Lima as discussões são instrumentos de fomentar a resolução de conflitos sociais. ?Os profissionais do direito precisam de instrumentos do direito para resolver as questões sociais, e é através destas discussões que melhoramos estes instrumentos?, ressaltou o desembargador e organizador do evento. (C.R.)

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte