Imepi fiscaliza mais de 100 veículos e autua 20 por irregularidades

A fiscalização de veículos ocorreu no município de Picos.

O Instituto de Metrologia do Estado do Piauí (Imepi) realizou, na quinta-feira (01), a fiscalização de cronotacógrafos de veículos no município de Picos. A operação, que segue nesta sexta-feira (02), ocorre em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE), na qual estão sendo interceptados veículos com capacidade superior a 10 ocupantes e peso acima de 4.536 kg.

Em Picos, mais de 100 veículos foram fiscalizados e 20 autuados até o momento. “É um número alto de irregularidades encontradas. Picos é o segundo maior entroncamento do Nordeste, portanto, o fluxo de veículos é grande, sobretudo desses de grande porte. Estamos preocupados em tentar reduzir o número de acidentes, por isso, intensificamos as ações. Agora vamos fiscalizar as PIs e percorrer todo o estado a fim de garantir a segurança da sociedade”, afirmou o diretor-geral do Imepi, Maycon Danilo.

O uso do cronotacógrafo é uma exigência legal, que consta no artigo 105 do Código de Trânsito Brasileiro. “Realizar a análise do cronotacógrafo de veículos é de fundamental importância, pois, por meio dele, é possível monitorar o deslocamento do veículo. O disco do diagrama colocado no cronotacógrafo registra dados importantes, que são legalmente aceitos como prova em caso de acidentes ou denúncias de má condução”, destacou Danilo.

O aparelho

O cronotacógrafo é um instrumento destinado a indicar e registrar, de forma simultânea, inalterável e instantânea, a velocidade e a distância percorrida do veículo, em função do tempo decorrido, assim como os parâmetros relacionados com o condutor do veículo, tais como o tempo de trabalho e os tempos de parada e de direção.

Certificado de regularidade

O certificado de regularidade do cronotacógrafo é entregue ao motorista após ensaio em empresas credenciadas. No Piauí, existem três empresas, duas em Teresina e uma na cidade de Picos. Essas empresas são organismos de inspeção creditados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O cronotacógrafo precisa passar por verificação metrológica a cada dois anos, ou sempre que sofrer reparo ou manutenção.

Fonte: Assessoria