IML identifica 7 corpos de vítimas de queda de avião no Recife

IML identifica 7 corpos de vítimas de queda de avião no Recife

O IML informou que entre as vítimas identificadas estão o piloto e o copiloto da aeronave

O Instituto Médico Legal (IML) de Pernambuco informou nesta quinta-feira (14) que conseguiu identificar os corpos de sete das 16 vítimas da queda do avião da empresa aérea Noar, ocorrida na manhã desta quarta-feira (13), no Recife.

O IML informou que entre as vítimas identificadas estão o piloto e o copiloto da aeronave. Todas as identificações até o momento ocorreram por meio de impressões digitais.

Também foram identificados Natan Braga, Ivanildo Martins dos Santos Filho, Antônia Fernanda Jales, Marcelo Campelo e Maria da Conceição de Oliveira, que terão os corpos liberados pelo IML.

Em razão do incêndio nos destroços após o acidente, o IML colheu impressões digitais de apenas 11 dos corpos. O restante das identificações deverá ser feita por meio de arcadas dentárias e exames de DNA.

Familiares das vítimas estão no Hotel Atlante Plaza, onde aguardam informações sobre o andamento da identificação e possível liberação dos corpos para os sepultamentos. As famílias de outros estados receberão informações sobre a liberação dos corpos por meio do IML local.

Voos suspensos

A empresa Noar Linhas Aéreas decidiu suspender, nesta quinta-feira, os voos que realizaria com partida do Recife em direção às cidades de Maceió e de Mossoró (RN). A companhia aérea já havia suspendido a operação na quarta-feira após o acidente no Recife.

O acidente com o bimotor da Noar ocorreu pouco antes das 7h. A aeronave havia decolado do aeroporto internacional do Recife com destino a Mossoró, no Rio Grande do Norte. Quatro minutos após a decolagem, caiu em um terreno perto da Avenida Boa Viagem.

Caixas-pretas

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou nesta quinta que finalizou a coleta de material para investigar as causas da queda do avião.

As duas caixas-pretas, segundo o presidente da comissão que investiga o acidente, coronel Fernando Silva Alves de Camargo, serão encaminhadas à análise.

?Esses gravadores estão queimados, foram submetidos a fogo. Nós vamos encaminhá-los para o Cenipa, onde será feito um primeiro exame para verificar a condição de leitura?, afirmou o coronel à rádio da Força Aérea.

Contatos piloto e torre

Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), o piloto relatou pane logo após a decolagem. De acordo com dados do centro de controle do aeroporto, o piloto informou 55 segundos após a decolagem que o avião apresentava problemas.

Fonte: g1, www.g1.com.br