Incêndios na Austrália destróem 640 casas e deixam 65 mortos.Veja fotos da trágedia!

O primeiro-ministro, Kevin Rudd, disse que "o inferno em toda a sua fúria visitou as pessoas

Chamas altas cobriram cidades no sudeste da Austrália e queimaram moradores que fugiam dos incêndios em seus carros no pior desastre do tipo nos últimos 25 anos no país. O número de mortes, segundo a agência Associated Press e a rede CNN, subiu para 65 neste domingo (8).

Pelo menos 640 casas foram destruídas no sábado quando a onda de calor e os ventos potencializaram os incêndios que se alastraram pelo estado de Victoria, onde todas as mortes ocorreram.

O primeiro-ministro, Kevin Rudd, disse que "o inferno em toda a sua fúria visitou as pessoas boas de Victoria nas últimas 24 horas". Após visitar as áreas queimadas ele afirmou que os incêndios são "uma tragédia aterrorizante para a nação". Ele anunciou uma ajuda imediata de US$ 7 milhões (cerca de R$ 15,8 milhões).

Centenas de bombeiros voluntários continuam tentando apagar os cerca de 30 focos de incêndio que persistem em Victoria, segundo autoridades. Segundo a polícia, ainda há áreas queimadas que não foram inspecionadas e é provável que o número de mortes aumente.







O calor de cerca de 47 graus Celsius combinado com os ventos favorece o fogo. O último incêndio trágico da Austrália aconteceu em 1983, quando 75 pessoas morreram e 3 mil casas foram destruídas em Victoria e South Australia.

A polícia afirmou que corpos foram achados em carros em pelo menos dois locais, o que indica que as pessoas estavam tentando fugir de casa quando foram pegas pelo fogo.

O ministro da Saúde da Austrália, Daniel Andrews, disse que 78 pessoas foram internadas com queimaduras.

Fonte: g1, www.g1.com.br