Incrível mostra o Museu do Homem Americano neste Sábado, às 23h, na Rede Meio Norte

Incrível mostra o Museu do Homem Americano neste Sábado, às 23h, na Rede Meio Norte

Uma viagem ao Museu do Homem Americano no programa Incrível

Uma viagem ao Museu do Homem Americano no programa Incrível, que será exibido hoje, às 23h, e domingo, às 15h, pela Rede Meio Norte. O telespectador terá oportunidade de mergulhar na mais incrível pesquisa arqueológica iniciada a partir do ano de 1973 na região do Parque Nacional da Serra da Capivara, no sudeste do Piauí.

Com acervo atualizado a cada nova descoberta, o MHAM apresenta a trajetória da origem da espécie humana no planeta Terra e a epopeia do povoamento das Américas. Sua base de dados é científica e o conteúdo apresentado é organizado por pesquisadores internacionais.

Museu multimídia, com recursos de som, tecnologia de projeção de imagens, luz cenográfica e exibição didática de objetos, o MHAM proporciona uma viagem ao túnel do tempo da História do Homem. Visitar o espaço é voltar 100.000 anos atrás.

Percorrer suas galerias é acompanhar desde os mais antigos vestígios da presença do homem no continente americano à chegada do colonizador branco. É uma viagem fundamental e obrigatória para se compreender a importância das pesquisas realizadas na Serra da Capivara.

O programa, apresentado por Alcide Filho, vai desvendar o acervo que mostra as descobertas feitas na Serra da Capivara pelos mais diversos pesquisadores.

Os colaboradores são cientistas das diversas áreas, incluindo ciências exatas, sociais e biológicas. ?A busca é a mesma: recuperar informações sobre as condições ambientais e os diferentes modos de vida na pré-histórica?, informa Alcide.

Para equipe do Incrível, dentro do MHAM o tempo não é igual ao que se passa no lado externo. Não há janelas nem paredes transparentes que revelem se ainda é dia, chegou a tarde ou se já se anuncia a noite.

?O Museu é planejado para que o visitante sinta-se envolvido, concentrado e sintonizado com o que vê, ouve e imagina. O primeiro contato do visitante é com uma mostra geral sobre as origens da espécie humana e a história de sua distribuição geográfica pelos continentes?, comenta o apresentador.

Estudos mostram que a epopeia da ocupação humana pelo continente americano foi liderada por diferentes grupos, partindo de lugares diferentes.

As primeiras expedições datam de 150 mil e 100 mil anos atrás. Isso contraria a hipótese em voga de que a América só foi ocupada há 12 mil anos por homens vindos da Ásia pelo estreito de Bering. (L.P.)

Cinema multimídia

Um amplo salão intermediário entre o térreo e o mezanino do MHAM surpreende por sua tecnologia e poder de informação, provocando uma viagem visual além da imaginação.

O cardápio multimídia inclui projeção digital, imagens sobrepostas, trilhas sonoras étnicas e sons originais da fauna da caatinga, um verdadeiro cinemão. Neste espaço o visitante é impactado pela grandiosidade das descobertas e riquezas arqueológicas da Serra da Capivara.

No museu, o turista tem encontro com as cerâmicas de argila, potes e urnas resgatadas das camadas do tempo e, tem oportunidade de descobrir adornos e pingentes e será surpreendido com as ferramentas de pedra, machadinhas polidas, vai constatar ainda a tradição antiga das urnas funerárias de cerâmica contendo esqueletos humanos e ficará diante das pontas feitas de sílex, artefatos cortantes esculpidos e talhados pelo choque preciso de pedra com pedra.

?No museu, a volta ao passado nos leva a compromissos assumidos com o presente do futuro. Proteger, preservar, conscientizar, restaurar. Depois de uma visita ao MHAM, ninguém sai o mesmo?, diz Alcide. (L.P.)

INFORMAÇÃO: Horário de visitação das 9h às 17h, de terça a domingo. Tempo de permanência: o visitante pode permanecer dentro do MHAM até as 18h

Fonte: Alcides Filho