Infraero registra 43% de voos atrasados no país

Situação é mais complicada nos aeroportos do Rio e São Paulo.

Dos 2.066 voos previstos para decolar até as 21h desta segunda-feira (5), 888, o equivalente a 43%, registraram atraso. A informação foi divulgada em boletim da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Outras 87 decolagens (4,2%) foram canceladas.

Nos aeroportos do Rio de Janeiro, a situação é bastante complicada. No Aeroporto Galeão, dos 120 voos previstos, 80 decolaram com atraso. Não houve voos cancelados no aeroporto. Já no Aeroporto Santos Dumont, 29 voos foram cancelados e 89 decolaram com atraso, dos 156 previstos até as 21h.

Em São Paulo, no Aeroporto de Congonhas, 70,4% dos 226 voos previstos decolaram com atraso. Foram cancelados 22 voos. Em Guarulhos, 62 voos saíram atrasados e oito foram cancelados, dos 184 previstos.

O Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, não teve voos cancelados, mas registrou atrasos em 36,8% dos 38 voos previstos. Já no Aeroporto Tancredo Neves, também na capital mineira, dos 93 voos previstos até as 21h, 42 decolaram com atraso (45,2%) e dois (2,2%) foram cancelados.

Entre as capitais da Região Sul, Florianópolis teve 48,6% das 35 decolagens com atraso e nenhum vôo cancelado. Em Curitiba, dos 103 voos previstos, 44 (42,7%) saíram com atraso e três (2,9%) foram cancelados. Já em Porto Alegre, das 87 decolagens previstas até as 21h, 40,2% saíram com atraso e uma foi cancelada.

Fonte: g1, www.g1.com.br