Inscrições para a 11ª Edição da Olimpíada de matemática iniciam nesta segunda 23

Os medalhistas também podem participar do Programa de Iniciação Científica Júnior, em 2016.

As inscrições para a 11ª Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) abrem no próximo dia 23 de fevereiro e podem ser feitas até 31 de março. A Obmep é destinada às escolas públicas municipais, estaduais e federais com estudantes do sexto ao nono ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio.

A olimpíada é composta por duas série de testes, a primeira prova este ano, acontece em 2 de junho e a segunda, em 12 de setembro a Obmep vai premiar 6,5 mil alunos, sendo 500 com medalhas de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil de bronze. Os medalhistas também podem participar do Programa de Iniciação Científica Júnior, em 2016.

Todos os estudantes inscritos participam da primeira prova, que será realizada na própria escola. Eles terão que resolver 20 questões de múltipla escolha. Do desempenho desta fase, a olimpíada seleciona cerca de 5% dos estudantes, por escola, com melhor pontuação, passando para a segunda etapa. A relação de vencedores será divulgada em 27 de novembro.

A 10ª edição, em 2014, registrou 18,1 milhões de inscrições, a adesão de 46.711 escolas públicas da educação básica estabelecidas em 5.533 municípios, o que representa 99,41% das cidades.

No Piauí, a cidade de Cocal dos Alves com pouco mais de cinco mil habitantes têm na agricultura, a principal atividade econômica, ganhou destaque nacional na área de educação e possui uma das mais premiadas escolas públicas do Brasil, campeã em várias edições das olimpíadas do conhecimento e com dezenas de aprovações em vestibulares de universidades públicas do Piauí. A escola de ensino médio Augustinho Brandão foi considerada a instituição estadual com a maior média no Enem 2012 em todo o Estado e já conquistou várias medalhas em olimpíadas. De lá saiu Izael, que foi campeão do quadro Soletrando, do programa Caldeirão do Huck.

Depois dele, vários estudantes ganharam concursos nacionais. A escola possui mais de 150 premiações e grande parte desse sucesso se deve ao professor Antonio Amaral que já participou de vários projetos de educação e recentemente foi reconduzido para integrar o Conselho Técnico-Científico da Educação Básica (CTC-EB), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), para mandato de três anos. "Premiamos quase todos os alunos que participam da Obmep todos os anos. Já conquistamos várias medalhas de prata e ouro, além de menções honrosas e medalhas de bronze, o que mostram que estamos entre as melhores escolas do Piauí, prova que nossos estudantes conseguem competir com outros de escolas de todo o país", disse.


A Obmep é uma promoção dos ministérios de Ciência, Tecnologia e Inovação e da Educação, é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Realizada desde 2005, a competição é um projeto de estímulo ao estudo da matemática nas redes públicas da educação básica de todo o país. Para incentivar a participação, produz e distribui material didático, oferece bolsas de iniciação científica aos estudantes e reconhecimento aos educadores, escolas e secretarias. A Obmep também prepara, a cada ano, cerca de 30 medalhistas de ouro para competições internacionais.

Fonte: Seduc