Inscrições para Enem registram novo recorde

O número total de inscritos no Enem chegou a 3.715.841

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação, registrou na quarta-feira (15) um recorde de adesões ao Enem feitas num único dia: 284.160 pessoas se inscreveram só na quarta.

O número total de inscritos no Enem chegou a 3.715.841 na quarta _este é o número mais atualizado divulgado pelo Inep.

O número de pessoas que acessaram o sistema de inscrições e acompanhamento do exame na quarta-feira também foi o mais alto até o momento: 502.329. O recorde anterior era do segundo dia de inscrições, 16 de junho, quando 454.243 pessoas visitaram a página do Enem 2009 e foram efetuadas 249.528 novas inscrições.

Os interessados em participar do novo Enem têm até às 23h59 desta sexta-feira (17) para se inscrever. O prazo para se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) termina nesta sexta-feira (17). Os candidatos devem acessar o site http://enem.inep.gov.br/inscricao. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 4 de outubro.

A isenção da taxa de R$ 35 pode ser pedida até o término das inscrições, às 23h59 do dia 17 de julho. Se o aluno tiver já concluído o ensino médio em escola pública ou tiver cursado com bolsa na rede particular, deve se declarar com baixa renda. O Inep, órgão ligado ao Ministério da Educação que aplica a prova, alerta que é preciso prestar bastante atenção na hora de se inscrever, especialmente quando aparecer uma tela que dará duas alternativas: gerar boleto bancário ou solicitar a isenção de taxa.

Quem ainda está concluindo o ensino médio em escola pública não precisa pedir a isenção no formulário porque ela é gerada automaticamente.

Segundo a assessoria de imprensa do Inep, usuários que tiverem gerado o boleto por engano devem solicitar retificação da inscrição pelo telefone 0800-616161 ou pelo e-mail [email protected]

USO DO ENEM

São quatro as possibilidades de a universidade utilizar a nota do Enem: como fase única; como primeira fase; como fase única para as vagas remanescentes, após o vestibular; ou combinado ao atual vestibular da instituição.

Neste último caso, a universidade definirá o percentual da nota do Enem a ser utilizado para a construção de uma média junto com a nota da prova do vestibular. Cada instituição de ensino superior divulgará em seus editais em qual formato participará e e se haverá diferenças entre os cursos.

Fonte: g1, www.g1.com.br