5 pessoas são presas por ameaça na visita do Papa

5 pessoas são presas por ameaça na visita do Papa

Bento XVI afirmou que está tranquilo e que confia no trabalho da polícia.

A polícia britânica anunciou nesta sexta-feira (17) que suas equipes prenderam em Londres cinco pessoas suspeitas de preparar um ataque terrorista durante a visita do Papa Bento XVI ao Reino Unido.

Os cinco homens, com idades entre 26 e 50 anos, cujos nomes não foram divulgados foram presos por volta das 5h45 locais (1h45 de Brasília), segundo comunicado da Scotland Yard. Eles foram levados a uma delegacia para interrogatório.

A polícia informou que estava vasculhando um escritório no centro de Londres e residências no norte e no leste da cidade. Não foram encontrados explosivos.

O papa Bento XVI durante celebração com estudantes nesta sexta-feira (17) na St Mary"s University College, em Twickenham.

A BBC informou ainda que, a princípio, os homens não teriam planejado um atentado em massa.

"Depois das prisões de hoje, os preparativos para o policiamento da visita papal foram revisados, e estamos satisfeitos que nossos planos atuais de policiamento continuam apropriados", diz o comunicado.

A polícia também informou que os itinerários previstos para a visita papal não foram alterados, e que o nível de alerta de terrorismo no país continuava igual.

Papa "tranquilo"

O Papa está "tranquilo" e "confia na polícia, que toma as medidas necessárias", disse em Londres Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, ao ser questionado sobre a prisão.

Bento XVI está bastante protegido na sua visita, movimentando-se sempre em um carro à prova e balas e cercado de seguranças.

O líder máximo da Igreja Católica faz uma visita de quatro dias ao Reino Unido, país de maioria protestante, cercado de polêmicas por conta dos recentes escândalos de pedofilia no clero católico

Fonte: g1, www.g1.com.br