Acusado de estupro coletivo fica em estado crítico após agressão na Índia

Vinay Sharma, 20, apanhou de outros presos na cadeia, diz advogado

Um acusado do estupro coletivo de uma estudante em Nova Déli, capital da Índia, em dezembro de 2012, foi hospitalizado em estado "muito crítico" depois de ter sido agredido por outros presos, anunciou o advogado.

Vinay Sharma, de 20 anos, foi hospitalizado na terça-feira na capital indiana depois de ter vomitado sangue, informou o advogado A.P. Singh.

Ele também tinha febre e sentia dores no tórax, disse o advogado.

Outro suspeito, Ram Singh, foi encontrado morto na cela em março.

Segundo as autoridades penitenciárias, o detento de 34 anos se enforcou com uma corda produzida com a própria roupa. Mas a família e seu advogado não descartam a hipótese de assassinato.

Em 16 de dezembro, cinco homens e um menor de 17 anos estupraram, agrediram e torturaram uma estudante de 23 anos em um ônibus. Depois jogaram a vítima, e seu namorado, na rua.

Levada para um hospital de Cingapura depois de ser submetida a várias cirurgias na Índia, a estudante morreu em 29 de dezembro.

O caso, que está sendo julgado, provocou uma profunda comoção na Índia.

Fonte: G1