Adolescente mata irmã de apenas 2 anos a facadas nos EUA

Jovem colocou corpo em quintal e fingiu que irmã havia desaparecido.


Adolescente mata irmã de apenas 2 anos a facadas

Uma adolescente de 13 anos é acusada de matar sua irmã de 2 anos na Georgia, nos Estados Unidos. Tyasia Jackson responderá como um adulto às acusações, segundo informou a rede de TV ?CBS 5?.

De acordo com a polícia, Tyasia havia ficado cuidando da irmã mais nova, Sasha Lamaya Ray, e de seus outros quatro irmãos enquanto seus pais trabalhavam. A criança foi encontrada morta do lado de fora da casa da família nesta segunda-feira (19).

Shelton Latroy Ray, pai de Sasha, contou que Tyasia foi flagrada com um menino dentro de casa enquanto ele e a mulher estavam fora na segunda.

?Uma colega de minha mulher mora do outro lado da rua, e viu minha filha mais velha entrando com um garoto em casa. Ela ligu para minha mulher, que pediu para ela tirar o garoto da nossa casa?, contou o pai.

A vizinha, Veronica Hillman, foi até a casa e contou ter encontrado o menino em um armário. Segundo Ray, depois que a vizinha e o garoto saíram, a adolescente ordenou que seus outros três irmãos fossem para o segundo andar da casa, enquanto Sasha permaneceu com ela.

Em seguida, segundo o pai, a adolescente esfaqueou a irmã mais nova, colocou seu corpo do lado de fora, limpou o sangue, se trocou e foi para o lado de fora fingindo procurar a irmã.

Quando os pais voltaram para casa, perguntaram por Sasha e começam a procurá-la. O corpo da menina foi encontrado pela vizinha Verônica no quintal da casa.

A família ainda tentou levar Sasha para o hospital, mas a menina morreu antes de ser atendida. Os pais não imaginaram, em um primeiro momento, que a filha havia sido assassinada ? Ray contou ter imaginado que a menina havia sido atacada por um cachorro.

De acordo com a polícia, Sasha foi morta com diversas facadas no peito.

Tyasia participou da primeira audiência do caso nesta terça-feira (20). Na corte, Ray disse à filha que a ama. ?Ela ainda precisa de nossa ajuda. Nós somos seus pais?, afirmou.

Fonte: G1