Agência inicia processo de seleção para civis que vão à Lua

Processo teve início na terça-feira (14)

A agência espacial estatal russa, Roscosmos, anunciou na terça-feira (14) que está aberto o processo de seleção de aspirantes a astronauta que embarcarão na nave espacial Federatsiya com destino à Lua.


“O propósito é selecionar os melhores especialistas que já têm alguma facilidade com a operação de tecnologias espaciais ou aéreas. Esses serão os primeiros pilotos da futura espaçonave russa, Federastiya. Todos serão treinados de acordo com o Programa Espacial Internacional e serão os primeiros russo a voar à Lua ”, declarou a assessoria da Roscosmos.

“A seleção começa hoje e vai se estender até o fim do ano. O resultado será divulgado no final de dezembro e um grupo de seis a oito trainees será selecionado”, afirmou o primeiro vice-diretor-geral da Roscosmos, Alexander Ivanov, em coletiva de imprensa.

Interessados em se inscrever devem se encaixar dentro dos critérios estabelecidos pela agência. É necessário ter, no máximo, 35 anos, altura entre 1,5 metros e 1,9 metros, menos de 90 quilos e ser de nacionalidade russa.

Habilidades de TI e conhecimento de pelo menos uma língua estrangeira são obrigatórios, assim como um diploma em engenharia, treinamento de pilotagem, indústria aérea ou espacial. Aqueles que já trabalharam na construção de aeronaves e na indústria de foguetes na Rússia terão prioridade.

Inscrições serão aceitas nos próximos quatro meses e, então, terá início o processo. Participantes serão submetidos a testes de aptidão acadêmica e profissional, exames médicos, psicológicos e testes de condicionamento físico. Apesar de a agência alegar que não fará discriminação de gênero mulheres deverão passar por exame ginecológico.

É esperado que os candidatos não apresentem dificuldades para estudar tecnologias espaciais, tenham habilidades de computação e sejam fluentes em inglês. É possível se inscrever pelo correio ou pessoalmente.

O plano da Federação Russa é realizar o primeiro pouso na Lua com cosmonautas em 2031. A Federastiya tem espaço para quatro tripulantes e o primeiro teste de lançamento está marcado para 2023.


Fonte: iG