Após a visita de Obama Talibã mata 5 em ataque suicida no Afeganistão

Após a visita de Obama Talibã mata 5 em ataque suicida no Afeganistão

O atentado, registrado poucas horas depois da visita ao país pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ocorreu às 6h15 no leste de Cabul.

Um guarda e quatro civis morreram e 17 pessoas ficaram feridas nesta quarta-feira (2) em um duplo ataque suicida feito pelos talibãs contra uma pensão frequentada por estrangeiros em Cabul, capital do Afeganistão, informaram as autoridades locais.

O atentado, registrado poucas horas depois da visita ao país pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ocorreu às 6h15 locais no leste de Cabul, em uma zona na qual há uma base das tropas da Otan.

"Os mortos são um guarda nepalês, um estudante e outros três civis. Dezessete pessoas mais ficaram feridas", informou o chefe da polícia de Cabul, Mohammad Ayub Salangui.

Salangui acrescentou que no meio da manhã a zona já estava sob o controle das forças de segurança afegãs, depois de ter sido registrado um tiroteio com um número indeterminado de rebeldes que invadiram o edifício.

Embora o oficial tenha assegurado que os dois suicidas detonaram suas bombas na base militar internacional, o chefe do departamento de investigação criminal de Cabul, Mohammad Zahir, disse que os suicidas haviam atacado uma pensão.

Talibã

Essa última versão foi confirmada por um porta-voz talibã, Zabiullah Mujahid, que reivindicou a autoria do ataque e disse que era uma resposta à visita de Obama, que chegou a Cabul nesta terça-feira (1º) em viagem surpresa.

"Ao saber que Obama vinha ao Afeganistão, nos preparamos para produzir esta operação em um dos locais mais importantes de Cabul. Este ataque aconteceu por sua chegada e pela venda de nosso país aos americanos", afirmou Mujahid.

Obama, que já não está mais no país, assinou com o presidente afegão, Hamid Karzai, uma aliança estratégica bilateral de dez anos de duração que inclui assistência militar e financeira americana às autoridades afegãs.

O acordo entrará em vigor após a conclusão, em 2014, da retirada das tropas internacionais desdobradas há uma década no Afeganistão.

A visita coincidiu com o primeiro aniversário da morte do líder da rede terrorista da Al-Qaeda, Osama bin Laden, em uma operação produzida por comandos americanos na cidade de Abbottabad, situada ao norte de Islamabad, capital do vizinho Paquistão.

Ofensiva de verão

Os rebeldes talibãs anunciaram o início, a partir de quinta-feira, de uma "ofensiva de primavera" no Afeganistão contra as forças da Otan e todos os aliados que sustentam o governo afegão.

A operação "Al Faruq" terá como alvo os "invasores estrangeiros, seus conselheiros, seus terceirizados e todos aqueles que os ajudem militarmente e por meio de inteligência", anunciam os talibãs em um comunicado divulgado na internet.

Fonte: G1