Após fumar maconha, mãe mata os próprios filhos e alega que foi o diabo quem mandou

Após fumar maconha, mãe mata os próprios filhos e alega que foi o diabo quem mandou

O crime ocorreu no Reino Unido.

Uma mãe que esfaqueou seus dois filhos até a morte contou como ela acreditava que estava sendo perseguida pelo diabo e como as vozes disseram que ela deveria matá-los.

Jael Mullings matou Romário Mullings-Sewell, dois, e seu irmão Delayno, de três meses de idade, em sua casa em Manchester, Reino Unido .

Ela limpou as lágrimas dos seus olhos ontem enquanto falava através de um link de vídeo de um hospital durante um inquérito sobre as mortes das crianças em Manchester Crown Court.

Mullings disse ao tribunal: "Na época Romário nasceu, comecei a sofrer de paranóia. Quando Delayno nasceu eu comecei a virar realmente psicótica. Eu não conseguia lidar. Eu estava ficando sem o apoio do pai das crianças. De lá, ele construiu e tornou-se pior. Quanto mais eu fumava maconha, mais paranóica eu me tornei. Eu estava ouvindo muitas vozes diferentes. Eles estavam me dizendo para matar as crianças. Eles estavam dizendo todas essas coisas diferentes. Não me lembro exatamente o que eles disseram. Eles estavam me dizendo para matar as crianças ", relatou a acusada ao tribunal.

Mullings, primeiramente, negou o assassinato e confessou homicídio culposo em razão da responsabilidade diminuída.

Os corpos das crianças foram descobertos por seu tio, Leighton Dennis, que ficou preocupado quando sua irmã chegou em sua casa depois de matá-los.

Fonte: Daily Mirror