Após matar filha, mulher escreve "perdão divino" com sangue

Após matar filha, mulher escreve "perdão divino" com sangue

Marci Webber é acusada de matar sua filha com uma facada no pescoço

Uma americana de 43 anos é a principal suspeita de ter assassinado a filha de 4 anos na semana passada, de acordo com as autoridades americanas. Conforme o site The Huffington Post, Marci Webber, que morava com a mãe em Bloomingdale, subúrbios de Chicago, teria esfaqueado Magdalene para evitar que ela fosse vendida como "escrava sexual".

Marci foi ouvida pela polícia no domingo. De acordo com o jornal Chicago Sun-Times, ela estava na casa da mãe há quatro semanas para se refugiar de uma batalha judicial pela custódia de outro filho, que tem 10 anos, em East Nassau, no Estado de Nova York. Então, em algum momento da última quarta-feira, ela teria cometido o assassinato.

Primeiro, ela teria dado um remédio para a filha dormir, então a colocou em uma banheira e a matou com uma facada no pescoço. Segundo a polícia, o golpe foi desferido com tanta força que atingiu a espinha da menina e quase afetou a cabeça. É provável que uma faca encontrada no local seja a arma utilizada no crime.

Depois ferir mortalmente sua filha, Marci escreveu "perdão divino" com sangue na parede do banheiro, segundo o The Huffington Post. A mulher está sendo mantida sob custódia com uma fiança de US$ 5 milhões (R$ 8,48 milhões). Antes de ser presa, Marci deu entrada em um hospital com ferimentos feitos a faca, provavelmente por ela mesma.

Fonte: Terra, www.terra.com.br