Ativistas protestam seminuas no Fórum Econômico Mundial, em Davos

Desafio é fazer turbulência causar menos danos a economias e empresas.

Ativistas do grupo ucraniano Femen fizeram protesto seminuas neste sábado (26), em frente ao local onde é realizada a 43ª edição do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. A previsão era que o encontro reunisse em cinco dias mais de 1.500 líderes empresariais e até 50 chefes de estado ou de governo.

O desafio é fazer com que economias e empresas passem pela turbulência global com menos danos possível. Nos últimos dias, estiveram no evento a chanceler alemã, Angela Merkel, o primeiro ministro inglês, David Cameron, o primeiro ministro russo, Dmitry Medvedev, o primeiro ministro italiano, Mario Monti, e a diretora do FMI, Christine Lagarde.


Ativistas protestam seminuas no Fórum Econômico Mundial

Ativistas protestam seminuas no Fórum Econômico Mundial

Ativistas protestam seminuas no Fórum Econômico Mundial

Fonte: G1