Ato contra sistema financeiro, causa 700 prisões nos EUA

Ato contra sistema financeiro, causa 700 prisões nos EUA

Mais de 700 são detidos em atos contra sistema financeiro nos EUA

Mais de 700 manifestantes foram detidos no sábado em Nova York e Boston em protestos contra o sistema financeiro dos EUA, segundo balanços divulgados neste domingo (2).

Em Nova York, 700 pessoas foram detidas depois que bloquearam durante duas horas a Ponte do Brooklyn, no sul de Manhattan, em meio aos protestos iniciados há duas semanas contra o sistema financeiro e as práticas de Wall Street. Algumas pessoas já foram liberadas, mas os ativistas mais radicais podem ser indiciados, informou a polícia.

Os manifestantes, que desde 7 de setembro tentam "ocupar" Wall Street em protesto contra a corrupção, a cobiça e os cortes no orçamento do governo federal, cortaram uma via da tradicional Ponte do Brooklyn, perto da Bolsa de Nova York.

A mobilização começou à na Liberty Plaza, perto de Wall Street e onde os manifestantes estão reunidos há 15 dias. A convocação para "ocupar Wall Street" foi feita pelo movimento anarquista Adbusters e por vários grupos de esquerda pela internet.

Em Boston, 24 pessoas foram detidas durante um protesto pacífico diante de um prédio do Bank of America. Nove homens e 15 mulheres foram formalmente acusados de invasão.

Fonte: G1