Ator pornô acusado de esquartejar e comer corpo do namorado se diz inocente

Luka Magnotta é acusado de enviar partes do corpo de sua vítima a dois escritórios de partidos políticos do Canadá

O ator pornô canadense Luka Rocco Magnotta, suspeito de matar, esquartejar e comer partes do corpo do namorado, o estudante chinês Jun Lin, declarou-se inocente de todas as acusações contra ele. Magnotta, 29 anos, que depôs à promotoria de Québec nesta terça-feira, é acusado de homicídio e enfrenta outros processos pela morte e esquartejamento de Lin, 33 anos.

O suspeito chegou ao Canadá na segunda-feira, após ter sido preso na Alemanha e extraditado. "Agora o suposto assassino está em Montréal, e ele enfrentará a Justiça", disse o porta-voz da polícia, Ian Lafreniere, depois que o avião militar canadense pousou no aeroporto de Mirabel com Luka Rocco Magnotta a bordo. "Este não é o fim da investigação", disse Lafreniere.

Luka Magnotta é acusado de enviar partes do corpo de sua vítima a dois escritórios de partidos políticos do Canadá e a duas escolas de Vancouver. A cabeça do estudante chinês continua desaparecida e a polícia deve questionar o ator sobre o assunto. Os investigadores dizem ainda que o acusado publicou um vídeo na internet no qual aparece fazendo sexo com o cadáver desmembrado de sua vítima.

Magnotta não apresentou resistência à extradição, o que, segundo o ministério canadense de Segurança Pública, agilizou o processo. O porta-voz da promotoria de Berlim, Matin Steltner, relatou que o governo federal da Alemanha aprovou formalmente a extradição há alguns dias atrás.



Fonte: Terra