Aumenta infestação de percevejos nos Estados Unidos

Aumenta infestação de percevejos nos Estados Unidos

Encontro irá avaliar novas formas de combate e o aumento de infestações pelo país

Especialistas em controle de pragas dos Estados Unidos estão reunidos em Washington, a capital norte-americana, para discutir a invasão de percevejos no país. Mais de 300 pessoas, entre legisladores, especialistas em controle de pragas e acadêmicos, tentam encontrar formas de combater o que eles chamam de "a praga mais difícil de controlar" e afirmaram que os insetos estão ficando mais resistentes aos inseticidas.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês), que organizou a Reunião Nacional sobre Percevejos, afirmou que os casos de infestação se concentram principalmente na costa leste, mas agora os insetos estão aparecendo em todos os Estados americanos e há um crescimento especialmente em Nova York.

"Está se espalhando pelo país todo", disse Bill Diamond da EPA. "Costumava ficar concentrado em alguns pontos, mas agora estamos vendo que eles (percevejos) aparecem em muitos lugares."

Não há números nacionais a respeito da infestação, mas as autoridades da EPA informaram que, com o aumento dos casos, vão investir mais dinheiro e colocar mais funcionários no combate ao inseto.

Os percevejos gostam de ambientes aquecidos e se escondem em locais como cantos de camas, colchões e móveis. A cor destes insetos é marrom avermelhada, do tamanho de um caroço de maçã e eles sugam o sangue das pessoas e animais durante o sono.

Não há casos de transmissão de doenças por estes insetos, mas muitas pessoas desenvolvem inchaço e vermelhidão onde são picadas.

Variedades

O objetivo da reunião em Washington é determinar o alcance do problema nos Estados Unidos e descobrir formas de mais eficazes de enfrentar a infestação.

"Há muitas variedades diferentes de insetos, não apenas neste país, mas em todo o mundo, e este é um dos problemas que estamos tendo", afirmou Bill Diamond, da EPA.

Esta é uma das razões de os especialistas em controle de pragas americanos afirmarem que os percevejos são os insetos mais difíceis de combater.

"Quando você pergunta aos operadores de controle de pragas dos Estados Unidos qual é a infestação mais difícil, se são baratas, formigas, cupins ou percevejos, cerca de 80% afirmam que os percevejos são mais difíceis", afirmou Bob Rosenberg, vice-presidente da Associação Nacional de Gerenciamento de Pragas. "Não há uma mágica que você possa fazer que funcione o tempo todo."

Muitos estão tentando enfrentar a infestação sozinhos, com soluções caseiras, e este é um dos tópicos de discussão na reunião. Mas os especialistas afirmam que estes tratamentos caseiros, com inseticidas, devem ser vistos com cautela.

Os números de pessoas que pedem ajuda profissional para erradicar percevejos registrou o maior aumento da história. Entre 2006 e 2009 triplicou, com quase US$ 258 milhões gastos no combate a infestações.

História

Há 50 anos os casos de infestação de percevejos quase nunca ocorriam. Naquela época inseticidas como DDT, que atualmente é proibido, eram apontados como a causa do fim das infestações.

Nos últimos anos, alguns especialistas atribuem o aumento dos casos ao aumento do número de viagens internacionais.

Em 2010, em Nova York, lugares como a loja principal da Nike, uma das lojas da marca de lingerie Victoria"s Secret e até mesmo os estúdios da BBC no prédio da ONU foram infestados pelo inseto.

"O estigma a respeito dos insetos é que eles aparecem pelo fato de as pessoas serem sujas, pobres, ou devido a casas inadequadas, e isto não é verdade", disse um dos participantes da reunião, Michael O"Leary, do Departamento de Saúde de Baltimore.

O"Leary conta que a cidade teve um aumento de 93% das infestações entre julho e dezembro de 2010, em comparação com 2009. Ele está participando da reunião para tentar garantir mais recursos para o combate ao problema. "Estamos fazendo o que podemos, mas poderíamos fazer muito mais", disse.

Fonte: g1, www.g1.com.br