Autista é encontrado debilitado após 3 semanas andando por deserto; comia sapos

Autista é encontrado debilitado após 3 semanas andando por deserto; comia sapos

Autoridades do condado de Garfield estimam que LaFever viajou cerca de 64 km antes de ser encontrado.

Um homem autista foi encontrado em condições debilitadas nessa quinta-feira depois de passar pelo menos três semanas andando por um deserto no Estado de Utah, nos Estados Unidos, se alimentando quase que exclusivamente de sapos e raízes e bebendo água de um rio, segundo informações da AP.

William Martin LaFever, 28 anos, disse à equipe de resgate que estava tentando andar da cidade de Boulder, em Utah, até Page, no Arizona, uma distância de aproximadamente 144 km pela rota em que estava seguindo.

Autoridades do condado de Garfield estimam que LaFever viajou cerca de 64 km antes de ser encontrado. Segundo a porta-voz da polícia do condado, Becki Bronson, o local é um dos mais inóspitos do planeta - Bronson afirmou que não há absolutamente ninguém na região por onde o homem estava caminhando, nem cidades.

De acordo com a polícia, encontrar LaFever utilizando um helicóptero foi um feito notável, ainda mais vivo. Especialistas especulam que o rapaz não teria sobrevivido outras 24 horas. William foi levado até um hospital em Panguitch, que não divulgou seu estado de saúde.

LaFever estava tentando chegar a Page porque seu pai, John LaFever, disse que ia lhe enviar dinheiro na cidade, segundo um comunicado da polícia. No início de junho, William ligou para o pai, afirmando que estava fazendo uma caminhada pela região com seu cachorro, mas que fora roubado e estava sem dinheiro. John disse ao filho para pegar uma carona até Page a fim de pegar o dinheiro.

Sem o conhecimento do pai, o rapaz aparentemente decidiu caminhar ao longo do rio Escalante para então tentar chegar a Page por meio de um barco, ao invés de tentar uma carona, segundo a polícia. Seu cachorro não foi encontrado até o momento.

Fonte: Terra