Tragédia: Avião com 105 pessoas cai no Irã, mas 50 saem vivas

Tragédia: Avião com 105 pessoas cai no Irã, mas 50 saem vivas

Havia 105 pessoas a bordo, e 50 delas foram resgatadas feridos, mas com vida

Um avião de passageiros da empresa estatal Iran Air caiu neste domingo (9) próximo à cidade de Orumiyeh, no noroeste do Irã, perto da fronteira com a Turquia.

Havia 105 pessoas a bordo, e 50 delas foram resgatadas feridos, mas com vida, disse Gholam Reza Masumi, chefe local dos serviços de emergência.

Pelo menos 10 pessoas com ferimentos diversos foram hospitalizadas, disse o oficial de serviços de emergência Mojtaba Khalebi à agência iraniana semi-oficial Labor News .

Segundo a agência Isna, seriam 95 passageiros e 10 tripulantes.

Um alto funcionário do Crescente Vermelho iraniano disse à agência de notícias IRNA que 70 pessoas morreram no acidente. Heydar Heydari, vice-chefe das operações de resgate do Crescente Vermelho no Irã, disse que 32 pessoas ficaram feridas quando o avião caiu perto da cidade de Orumiyeh.

"Com base nas informações recebidas até o momento, 70 pessoas morreram e 32 ficaram feridas" no acidente, informou Heydari, citado pela agência IRNA.

Ainda de acordo com a Isna, o avião era um Boeing 727, e o acidente ocorreu às 19h45 locais (14h15 de Brasília).

O desastre teria ocorrido durante o pouso. O motivo, segundo a mídia iraniana, foi o mau tempo. Nevava e ventava muito na região.

Masumi afirmou que os trabalhos de resgate estão difíceis, pois o local estava coberto por uma camada de neve de cerca de 70 centímetros.

O avião vinha da capital, Teerã, que também foi atingida por fortes nevascas neste domingo. Ele saiu com mais de uma hora de atraso por conta da neve.

O Irã tem sido palco de vários acidentes aéreos nas últimas décadas. As sanções impostas pelos EUA ao país impedem a compra de novas aeronaves ou a reposição de peças, prejudicando a qualidade da frota.

O último grande acidente ocorreu em julho de 2009, quando um Tupolev da Caspian Airlines caiu, matando todos os 168 que estavam a bordo.

Em fevereiro de 2003, um Ilyushin-76 caiu no sudeste do país, matando 276 membros da Guarda Revolucionária e tripulantes.

Fonte: g1, www.g1.com.br