Balsa afunda com quase 500 pessoas a bordo, mata 4 e deixa vários sumidos na Coreia do Sul

Balsa afunda com quase 500 pessoas a bordo, mata 4 e deixa vários sumidos na Coreia do Sul

A embarcação adernou e afundou após raspar o casco no fundo do mar

Mais de 300 pessoas estão desaparecidas após o naufrágio de um barco que afundou na costa sudeste da Coreia do Sul, deixando pelo menos quatro mortos. Navios da guarda costeira do país e cerca de 20 helicópteros participam do socorro e até agora 164 pessoas foram resgatadas. A embarcação adernou e afundou após raspar o casco no fundo do mar. O barco havia partido do porto de Incheon.

A balsa levava 477 pesssoas, sendo 448 passageiros e 29 tripulantes. Entre eles estavam 325 estudantes e 14 professores que faziam uma excursão à ilha de Jeju. Até agora, o governo sul-coreano confirmou a morte de quatro pessoas, um homem e três mulheres.

As operações de socorro envolvem 18 helicópteros e 34 navios, mercantes, militares e da guarda costeira. O acidente ocorreu a cerca de 20 km da ilha de Byungpoong.

? O navio fez água e afundou ? declarou um porta-voz da guarda costeira por telefone.

A balsa enviou um sinal de socorro às 9h (21h de terça-feira em Brasília) após, segundo testemunhas, bater com a fundo do casco no solo marinho.

? Houve um grande choque e a balsa parou. O barco adernou e precisamos segurar em alguma coisa para não cair ? disse um passageiro por celular ao canal de televisão YTN.

Fotos divulgadas pela TV coreana mostraram a balsa adernada em mais de 45 graus, sob uma nuvem de helicópteros. Os 325 estudantes a bordo do ferry realizavam uma excursão à ilha de Jeju, um dos principais pontos turísticos da Coreia do Sul e conhecida como o Havaí sul-coreano.

Mais cedo, o Ministério da Segurança e da Administração Pública da Coreia do Sul havia dito que 368 pessoas tinham sido resgatadas e que cerca de 100 permaneciam desaparecidas, mas logo depois corrigiu os números.

Fonte: OGlobo