Banco Mundial escolhe candidato dos EUA para presidência 2012

Banco Mundial escolhe candidato dos EUA para presidência 2012

Sem apoio do Brasil, candidato dos EUA é eleito para Banco Mundial

O Banco Mundial indicou nesta segunda-feira que o candidato apoiado pelos EUA, o médico e ativista Jim Yong Kim, será o próximo presidente da instituição, no lugar de Robert Zoellick.

O mandato de Yong Kim, coreano naturalizado americano, terá início em 1º de julho de 2012, com duração de cinco anos.

A ministra nigeriana Ngozi Okonjo-Iweala e o ex-ministro colombiano José Antonio Ocampo também concorriam ao cargo, tendo o apoio dos países pobres e das economias emergentes. Ocampo, que não conseguiu o apoio dos países latino-americanos, desistiu da disputa na última sexta (13).

Mas desde o anúncio dos nomes possíveis para o cargo, o candidato dos Estados Unidos já despontava como o favorito.

Desde meados dos anos 40, europeus e americanos dividem a indicação dos ocupantes dos principais organismos mundiais: um europeu para o FMI (Fundo Monetário Internacional) e um americano para o BM.

O atual presidente do BM, Robert Zoellick, foi diretor do banco Goldman Sachs e e vice-secretário de Estado dos EUA.

O NOVO PRESIDENTE

Kim atua em assuntos relacionados à promoção da saúde global. Ele nasceu em Seul (Coreia do Sul) e se mudou com sua família para os EUA aos cinco anos. Casado e com dois filhos, possui formação em Medicina e Antropologia pela Universidade de Harvard.

Ele foi diretor da OMS (Organização Mundial da Saúde) para a área de HIV/Aids. Quando ocupou o cargo, Yong-Kim admitiu o fracasso em atingir a meta da OMS para fornecer remédios antirretrovirais para 3 milhões de pessoas nos países em desenvolvimento até 2005. No ano seguinte, foi eleito uma das "100 mais pessoas influentes do mundo" pela revista Time.

Fonte: Folha.com