Beatificação de João Paulo 2º faz Roma mudar rotina

Prefeitura da cidade onde fica o Vaticano espera 1 milhão de pessoas no domingo (1º)

A beatificação de João Paulo 2º, que ocorrerá em missa no Vaticano no domingo, mudou a rotina de Roma, capital da Itália, na qual a cidade-Estado sede da Igreja Católica está encravada, diz reportagem de Igor Gielow publicada na edição dessa sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo.

As ruas estão tomadas por cartazes com fotos e frases do papa morto aos 84 anos, em 2005. O espaço aéreo será fechado parcialmente no domingo, e hoje circularão bilhetes de metrô e ônibus na forma de santinhos do papa.

A Prefeitura de Roma fala em receber até 1 milhão de pessoas no fim de semana, mas mesmo o Vaticano já considera o número otimista.

Autoridades religiosas disseram que 300 mil peregrinos, 50 mil deles vindos da Polônia natal do papa, deveriam comparecer -fora, é claro, moradores da cidade.

O palco da missa, a praça de São Pedro, só comporta 100 mil pessoas, por questões de segurança. Ela é dividida em nove áreas, como a pista de um show de rock, para facilitar o controle dos presentes. Ontem, estava praticamente pronta para a festa.

O status de beato é anterior ao de santo e já permite a inclusão de João Paulo 2º em alguns calendários litúrgicos e a consagração de igrejas em seu nome. Em 2009, ele já fora proclamado "venerável".

Com um milagre aceito pela igreja, o fim dos sintomas do mesmo mal de Parkinson que o acometia em uma freira francesa, basta outro feito similar para que Karol Wojtyla vire "são João Paulo 2º".

Fonte: Folha.com