Bebê recém-nascido é colocado à venda em site e revolta internautas

Pai anunciou a própria filha de 40 dias no "Ebay"

Um casal de refugiados na Alemanha está sendo investigado pela polícia depois de colocar seu bebê recém-nascido à venda por 5 mil euros no site de vendas “Ebay”, na Alemanha. As informações são do jornal britânico “Daily Mail”.

Maria foi anunciada no site como “bebê de 40 dias à venda”. Seu pai, que recentemente se mudou para a Alemanha como refugiado, entregou-se à polícia enquanto a bebê foi encaminhada para assistência social do governo. A justiça agora deve julgar o caso e decidir se a família deverá enfrentar acusações criminais.

O anúncio foi deletado pelo site de vendas e enviado à polícia após trinta minutos no ar. 
De acordo com o relatório policial, os pais incluíram diversas fotos da criança no anúncio, que logo se espalhou pela rede e chocou os internautas. A família de Maria vive na cidade de Duisburg, no estado de Rhine-Westphalia, oeste da Alemanha. 

Diversas fotos da bebê foram disponibilizadas no anúncio  (Crédito: Ebay/repro)
Diversas fotos da bebê foram disponibilizadas no anúncio (Crédito: Ebay/repro)

Políticos locais acreditam que deve haver punições severas aos pais da criança. O supervisor da União Cristã Democrática do distrito de Duisburg, onde a família vive,  Klaus Monneicks, explicou ao jornal que “se os pais não podem oferecer o cuidado necessário à criança, eles devem colocá-la para adoção”. 

Monneckis enfatiza que o ato de "vender bebês ou compactuar com qualquer tipo de tráfico humano é inadimissível".  De acordo com o Centro de Apoio a Crianças de Duisburg, a recém-nascida é supreendentemente saudável. Enquanto a justiça alemã não define os rumos da criança, Maria permanece na casa de uma família temporária.

“Os pais estão sendo analisados pelos Serviços Sociais”, afirmaram autoridades locais ao jornal britânico. É possível que Maria volte aos pais biológicos, mas o julgamento do caso ainda não tem um prazo definido. 


Fonte: iG