Bebê morre após ser atacada por seu cachorro e choca Reino Unido

Bebê morre após ser atacada por seu cachorro e choca Reino Unido

Vizinhos dizem que cachorro era cruel e terrível; Animal foi sacrificado

Na noite da última segunda-feira (10), Ava-Jayme Corless, uma menina de 11 meses foi atacada por um suspoto pitbull em Blackburn, chocando os britânicos pela brutalidade do caso.

A menina deu entrada no hospital às 23h da segunda-feira. Policiais e paramédicos tentaram reanimar a menina, mas ela não resistiu.

A mãe da menina, Chloe King, 20, e o padrasto da vítima, estavam no andar de baixo da casa na hora do ataque, e foram presos sob suspeita de homícidio culposo.

A raça do animal, que já foi sacrificado, não é conhecida. A polícia acredita que era um pit bull americano.

O pai de Ava-Jayme, Dean Corless, um jogador de 24 anos, estava desconsolado.

? Estou absolutamente devastado depois do que aconteceu. Eu descobri ontem à noite e fui para o hospital para vê-la imediatamente. Ela era a mais linda e adorável garotinha. Era o meu mundo inteiro. Vou sentir falta dela todos os dias, e não sei o que fazer agora. É muito trágico. Minha família está me apoiando, mas todos estão tristes.

Dean disse que namorou a mãe de Ava-Jayme, Chloe King, por quatro anos e que terminaram no ano passado.

A mãe da menina e seu namorado Lee Wright, 26, foram presos e interrogados sob a suspeita de negligência, e posteriormente, por homicídio culposo. Um post-mortem será realizado para descobrir a causa exata da morte.

O delegado responsável pelo crime se pronuncionou sobre o acontecido.

? Esse é um incidente horrível no qual uma criança perdeu sua vida e eu aproveito a oportunidade para prestar condolências à família. O bebê estava no andar de cima e duas pessoas da família, que agora estão sob custódia da polícia, estavam no andar de baixo quando o ataque aconteceu. Acreditamos que o cão seja um pit bull do tipo americano. Testes serão realizados para estabelecer com exatidão a raça do cachorro e entender a história por de trás dele.

A Polícia ouve depoimentos dos vizinhos que já se queixavam sobre cães perigosos que viviam na casa. Na hora do ataque, uma equipe de especialistas conseguiu deter o animal e o levou para longe, para investigar, antes de matá-lo.

O cão, descrito pelos vizinhos como "cruel e terrível" atacou e matou um gato, na região, no ano passado. O fato levou os vizinhos a questionarem se os donos conseguiam conter o animal.

Segundo o vizinho do casal, Brian Harrison, o cachorro era uma ameaça constante, e os vizinhos tinham medo de chamar a atenção dele. Ele disse que a polícia local tinha sido chamada quando o cachorro matou o gato, porém, concluiu que havia sido apenas um incidente.

Amigos da família publicaram mensagens no Facebook para expressar a tristeza pela morte da menina. O sindicato dos trabalhadores dos correios, também atingidos por cães bravos, chamam a atenção para prevenção de incidentes futuros.

? Esta é outra trágica perda que demonstra uma situação fora de controle de posse irresponsável no Reino Unido. Foram 23 mortes por ataque de cães em todo o país, e a maioria delas é de crianças. Leis de controle de cães na Inglaterra e no País de Gales devem ser reforçadas neste ano. O regime atual não é suficiente e as punições não se encaixam nos crimes.

Fonte: r7