Bomba da segunda Guerra Mundial é achada na Prefeitura de Budapeste

Cerca de mil pessoas foram retiradas das proximidades do edifício.

As autoridades húngaras descobriram e desativaram um explosivo soviético da Segunda Guerra Mundial embaixo do telhado da Prefeitura de Budapeste, informou nesta quinta-feira (23) o ministério da Defesa.

Cerca de mil pessoas -funcionários da Prefeitura, moradores e turistas- foram retiradas das proximidades do edifício por quase duas horas, o tempo da retirada da carga, indicaram as autoridades.

"O explosivo soviético foi encontrado durante obras de restauração", indicou um porta-voz do Ministério da Defesa, citado pela agência de notícias húngara MTI.

A Prefeitura de Budapeste está localizada no centro da capital. Se a carga tivesse explodido, poderia ter causado estragos em um raio de 200 metros, explicou o ministério.

A Hungria, aliada da Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial, foi bombardeada pelas forças americanas, britânicas e soviéticas principalmente nos últimos meses do conflito.

Muitos morteiros não explodiram e são encontrados com frequência pelo país, principalmente durante obras. Desde 2008, as autoridades de Budapeste realizaram várias evacuações.

Terça-feira, uma bomba de fabricação alemã de 70 kg foi encontrada perto do palácio real em Buda, no bairro turístico do castelo, enquanto em outubro do ano passado, uma bomba de fabricação alemã de 500 kg foi encontrada no Danúbio, no norte da capital.

Fonte: G1