Caçadora posta foto ao lado de girafa morte nas redes sociais

Ela está cançando no Parque Nacional Kruger, na África do Sul

Image title

A contadora da Universidade de Boise, idaho, Sabrina Corgatelli, postou uma foto sua ao lado de uma girafa morta após um jogo de caça comparado ao que Walter Palmer matou o leal Cecil, o mais famoso do safári de Zimbabwe na África.Image title

Na legenda da foto ela escreve que estava no seu segundo dia de caça e já tinha uma girava surpreendente, que não poderia estar mais feliz e sua emoção após de tê-la "conseguido" era tão grande que nunca iria esquecer.

Vários comentários obscenos e depreciativos foram postados acusando-a de abuso de animais e crueldade. Mas, ela prometeu continuar compartilhando as imagens sem se importar com o que pensam os seus "inimigos". 

Image title

Outra foto postada pela caçadora é o instrumento de caça utilizado por ela no Parque Nacional Kruger, na África do Sul.

Image title

Ela tem uma página no seu facebook onde aparece em uma foto com amigos junto ao cadáver de um leão morto.

Fora da caça ela atua como contadora sênior, onde lida com as subvenções e contratos. De acordo com a sua página no Linkedln, ela está nesse trabalho há oito meses.

Centenas de pessoas protestaram suas ações na página do Facebook a chamando de desequilibrada e dizendo que ela é uma vergonha para a humanidade.

Image title

Mas ela pouco se importa com as queixas e diz que todos que a criticam são odiadores, além de postar fotos ofensivas com mensagens diretas para aqueles que falam mal dela.

De acordo com as atualizações periódicas na sua página, ela começou a caçar no dia 24 de julho quando postou uma foto e se gabava de matar um cudo, uma espécie de antílope africano.

A legenda da foto foi a seguinte: "Ontem foi meu primeiro dia, um dia incrível!!! Tenho o meu lindo cudu!! Foi o primeiro da minha lista. Estou amando!"

Em menos de 24 horas depois, já no seu segundo dia de caça, ela postou a foto da girafa caída com o pescoço enrolado em volta do seu corpo.

As postagens posteriores a mostravam com um javali que, segundo ela, foi divertido de caçar, depois a foto com a legenda "belo gnu" e outra com um impala, mais uma espécie de antílope.

Image title

Em uma de suas atualizações ela marca a empresa de safári responsável pela caça no local. O pacote completo para a maioria dos animais custa US $ 5.400 (R$ 18.480,00), enquanto a girafa carrega uma taxa mais alta e individual de US $ 2.600 (aproximadamente R$ 9.000,00).

Image title


Caçar girafas é legal na África do Sul, Namíbia e Zimbabwe, onde as taxas de até US $ 15.000 (R$ 51.334,00) por morte foram registradas. No Zimbabwe, a caça a leões, leopardos e elefantes foi suspensa logo após a morte do leão Cecil, mas a caça a girafas ainda é considerada justa.

Fonte: R7