Casal decide desligar máquina que mantinha o seu filho vivo

Casal tem de desligar máquina que mantinha filho vivo

Durante cem dias, Steve e Demi May assistiram os filhos lutarem pela vida. Os gêmeos Harley e Harrison nasceram prematuros e tiveram algumas dificuldades no começo da vida. A situação de Harley era a pior. Recentemente, os pais tiveram de aceitar que a máquina que mantinha a vida do menino fosse desligada, e levaram Harrison para casa.

— A última coisa que um pai quer é tomar a decisão de acabar com a vida do filho. Ninguém merece passar por isso. Eu queria meus dois bebês comigo em casa, mas não conseguia suportar o pequeno Harley sofrer.

Os meninos nasceram 13 semanas antes do esperado e, após três meses de vida, os médicos disseram que Harley não conseguiria sobreviver. Ele era tão pequeno que os pais não puderam segurá-lo nesse período.

O pequeno nasceu mais debilitado que Harrison, porque houve um desequilíbrio da alimentação na placenta.

— Eu sempre vou me culpar pela decisão que tomamos, mas não tínhamos outra opção. Vai levar tempo para que a gente se recupere, mas foi melhor assim. Ele não teria qualidade de vida e tenho certeza que nenhum pai optaria por deixar o filho crescer sofrendo. 


Image title

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7