Casamento real pode render R$ 1,7 bi à economia britânica

Casamento real pode render R$ 1,7 bi à economia britânica

Príncipe William e Kate Middleton anunciaram que vão se casar em 2011

O casamento do príncipe William, segundo na linha de sucessão no trono britânico, com Kate Middleton em 2011 poder resultar na injeção R$ 1,7 bilhões (US$ 985 milhões) na economia britânica, disseram profissionais da consultoria de varejo Verdict nesta quarta-feira (17).

A previsão surge um dia depois da Asda, segundo maior rede de supermercados do Reino Unido, ter informado já estar vendendo uma caneca de R$ 13 (US$ 8) para celebrar o noivado do herdeiro do trono com sua namorada de longa data.

A Verdict estimou que o casamento poderá render de R$ 33 a 49 milhões (12 a 18 milhões de libras) em merchandising enquanto a comercialização de produtos relacionados com a cerimônia poderia chegar a R$ 71 milhões (26 milhões de libras).

O grande impacto para a economia poderia vir da criação do "fator sentir-se bem" entre os consumidores, que ficou evidente este ano com o desempenho frustrante da seleção inglesa na Copa do Mundo.

O diretor Neil Sauders, da Verdict, disse que o grande evento, que chama bastante atenção, poderia atrair a imaginação no país e resultar em estímulo para o setor varejista.

A Verdict prevê que empresas do setor de alimentos poderiam s beneficiar em até R$ 991 milhões (360 milhões de libras) se os consumidores comprarem produtos como vinho e champanhe para brindar ao novo casal. O setor de turismo poderia ganhar com o casamento cerca de R$ 594 milhões (216 milhões de libras).

Fonte: R7, www.r7.com