Cerveja adulterada mata 10 pessoas e intoxica 35 no Quênia

Caso aconteceu em bairros pobres de Embu, a nordeste de Nairóbi

Pelo menos dez pessoas morreram e 35 foram hospitalizadas por intoxicação após beber cerveja adulterada em bairros pobres de Embu, cidade a nordeste de Nairóbi, informa nesta terça-feira (6) a imprensa local.

As vítimas morreram na noite passada, e os outros intoxicados foram hospitalizados com fortes dores e perda de visão, explicou o superintendente da saúde, Gerald Ndiritu, ao jornal "The Standard".

A bebida tóxica era vendida a 20 xelins (R$ 0,50) 100 mililitros, e uma mulher foi detida acusada de adulterar cerveja para fazê-la, informou o comandante da polícia local, Elphas Korir.

Algumas das vítimas estavam bebendo a cerveja, conhecida como "kathavuria", quando começaram a perder a visão, relataram à emissora queniana "Capital FM".

"Demorei para me dar conta de que estava ficando cego. Comecei a ver tudo escuro e pensei que estava anoitecendo", lembrou uma das vítimas, que ingeriu a bebida em uma favela sem iluminação pública.

Fonte: G1