Chefe dos serviços secretos do ditador Kadhafi é preso na Líbia

Abdullah al-Senussi era considerado o braço direito do ex-ditador.

O ex-chefe de inteligência de Muammar Kadhafi, Abdullah al-Senussi, foi capturado neste domingo na cidade de Sabha, no deserto da Líbia, disse um porta-voz do Conselho Nacional de Transição (CNT), o governo interino do país.


Chefe dos serviços secretos do ditador Kadhafi é preso na Líbia

Um dia depois da captura do filho de Gaddafi, Saif al-Islam, Abdul Hafiz Ghoga disse em coletiva de imprensa que Senussi havia sido detido. Mais cedo, uma autoridade militar do CNT disse que Senussi havia sido cercado na casa de sua irmã.

O chefe dos seviços secretos é casado com uma irmã da viúva de Kadhafi e era um leal confidente

Depois do assassinato de Muammar Kadhafi, há um mês, seu filho Saif e Senussi estavam na lista de procurados do Tribunal Penal Internacional. Ghoga disse que o CNT se considera capaz de julgá-los na Líbia e vai resistir aos pedidos do tribunal em Haia para entregá-los.

Senussi era o braço direito de Kadhafi e era considerado o executor das ordens do ditador, em sua posição de chefe dos temidos serviços secretos. Entre os atos atribuídos a ele, está a participação no atentado a um avião em Lockerbie, na Escócia, em 1988, que matou 270 pessoas.

Fonte: G1