Chefe é julgado por usar iPhone para filmar funcionárias nuas

De acordo com o juiz responsável pelo caso, é bem provável que o réu seja condenado a passar algum tempo na cadeia.

O executivo Nigel Parsons, de 34 anos, está sendo julgado no Reino Unido por ter escondido um iPhone no vestiário feminino de sua firma com a intenção de filmar as colegas tomando banho e trocando de roupa. De acordo com o juiz responsável pelo caso, é bem provável que o réu seja condenado a passar algum tempo na cadeia.


Chefe é julgado por usar iPhone para filmar funcionárias nuas

Gerente de portifólio da empresa de investimentos Bestinvest, Parsons confessou que escondeu o celular e compartilhou 61 fotografias ?impróprias? feitas com o aparelho. A ação do homem foi descoberta quando uma colega de trabalho encontrou o iPhone e viu que o smartphone tinha fotos e vídeos dela e de outras mulheres da empresa tomando banho. Além disso, uma imagem com crianças também foi descoberta no gadget.

O detalhe é que Nigel aparecia no começo do vídeo ajustando o ângulo do celular, comprovando que era mesmo o responsável pelas imagens. Os casos aconteceram entre os dias 17 e 21 de fevereiro, mas só está sendo julgado agora. Parsons, que pediu demissão assim que as acusações começaram, admitiu sua culpa, mas foi liberado após pagar fiança e aguarda a sentença final em liberdade.

?Estas são ofensas sérias, e você vai ter que entender que é bem provável que a sentença leve você à prisão?, disse o juiz Michael Grieve para o réu, antecipando a decisão, a ser anunciada no próximo dia 8 de janeiro.

Fonte: tech tudo