China passa por reforma na Educação após agressões

China passa por reforma na Educação após agressões

Recentemente, uma professora violentou uma criança de quatro anos e a deixou paralítica.

Após inúmeros casos de violência de professores contra crianças, autoridades da China preparam uma reforma no sistema educacional do país para o ano que vem. A expectativa é que docentes passem por uma qualificação.

O caso mais recente foi o de uma criança de apenas quatro anos que ficou paralítica após ser agredida pela professora. Os abusos começaram quando a docente tentava colocar a menina na cadeirinha.

A criança não colabora, e a professora joga a menina no chão. Depois, dá um chute, pega a menina pelos pés e a joga no chão de novo. A menina bate a cabeça e desmaia. A criança ficou com o lado direito do corpo paralisado.

Leia mais notícias de Educação

Outro caso que chocou o país foi o da professora da pré-escola, Yan Yanhong, de 20 anos. Ela foi demitida após compatilhar uma série de fotos torturando seus alunos, na cidade de Wenling, na China. As imagens mostravam a docente puxando um aluno pelas orelhas, entre outras.

Investigadores apuraram que Yanhong não estava qualificada para o cargo, mas foi contratada devido à escassez de professores.

Fonte: R7, www.r7.com