Com Beyoncé, Obama toma posse pública e inicia segundo mandato

Com Beyoncé, Obama toma posse pública e inicia segundo mandato

Posse oficial aconteceu no domingo em uma pequena cerimônia na Casa Branca

Após uma apertada vitória nas urnas, será realizada nesta segunda-feira (21), a cerimônia pública de posse do segundo mandato do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em Washington. A expectativa é que o ato atraia menos da metade dos espectadores da posse de 2009, mas com um esquema de segurança mais incrementado.

Os organizadores estimam que até 800 mil pessoas compareçam, número menor que os 1,8 milhão de quatro anos atrás. Chamada de "Fé no futuro dos EUA", a festa acontece na ala oeste do Capitólio. No caso de mau tempo, vai para dentro do Capitólio, como ocorreu na segunda posse de Ronald Reagan, em 21 de janeiro de 1985.

"Adoro a ideia de um programa que comece com Chuck Schumer e termine com Beyoncé", brincou Brent Colburn, diretor de comunicação do comitê especial a cargo dos eventos da posse (PIC, na sigla em inglês), referindo-se ao senador democrata de Nova York que abrirá a cerimônia, e a estrela pop que a fechará cantando o hino nacional.

Kelly Clarkson, James Taylor, a banda Fun e outros artistas também estarão em eventos relacionados. A cantora Beyoncé, assumidamente pró-Obama, já cantou "At Last", de Etta James, enquanto Obama e sua mulher, Michelle, dançavam na primera posse.

Um CD será lançado com as 16 músicas favoritas de Obama, com canções interpretadas por artistas como John Legend, o elenco da série Glee, Katy Perry, Stevie Wonder, Alicia Keys e Usher.

Plano de segurança

A 57ª posse presidencial no país conta com um plano de segurança que envolveu a polícia do Capitólio, o Exército, o Congresso e o PIC. "Os preparativos começaram quando terminou a última posse", disse Colburn. Na primeira posse houveram muitas queixas por desorganização e filas.

O desfile posterior à cerimônia pública deve contar com mais de 10.000 pessoas, incluindo 2.300 membros das Forças Armadas e de diversos grupos cívicos.

"Não posso dizer nada sobre ameaças específicas, mas tenham a certeza de que estamos preparados para responder a qualquer assunto que aparecer", declarou Shenelle Antrobus, porta-voz da polícia do Capitólio, referindo-se a protestos, ameaças ou emergências.

O Serviço Secreto lidera os planos de segurança de segunda-feira, que incluem restrições ao espaço aéreo, fechamento de ruas e vigilância reforçada nos transportes públicos.

Não foram revelados o número de seguranças, o custo das atividades, nem os doadores e doações que bancaram a posse, mas o PIC prometeu divulgar informações em até 90 dias.

Como previsto na Constituição americana, cerimônias privadas de posse para Obama e para o vice-presidente, Joe Biden, aconteceram no domingo (20). As celebrações começaram no sábado com um "Dia Nacional de Serviço", que incluiu mais de 2.000 eventos de serviço voluntário em todo o país. Os atos terminam na terça-feira (22) com o tradicional "Dia Nacional de Oração" na catedral de Washington.

Fonte: UOL