Criminoso baleia policiais, rouba viatura e transmite fuga na web

Caso aconteceu no último domingo em Oklahoma, nos EUA

Um criminoso transmitiu ao vivo a própria fuga no facebook após balear dois policiais e roubar a viatura dos agentes na cidade de Wellston, em Oklahoma, nos Estados Unidos.

De acordo com as autoridades policiais, Michael Vance, de 38 anos de idade, teria matado o tio e a tia na noite do último domingo (23) com tiros de fuzil AK-47. As duas vítimas também apresentavam grandes cortes na região dos ombros, o que indicaria, de acordo com os investigadores, que Vance estaria planejando esquartejar os corpos dos tios antes de empreender fuga.

A polícia local foi acionada por vizinhos que ouviram os disparos e, ao chegarem à cena do crime, os policiais foram recebidos com tiros.

Michael Vance matou o tio e a tia, baleou quatro pessoas  (Crédito: Polícia)
Michael Vance matou o tio e a tia, baleou quatro pessoas (Crédito: Polícia)

Os dois agentes ficaram feridos, mas não correm risco de vida, de acordo com informações do Departamento de Polícia de Oklahoma. Vance, que também teria sido baleado durante a troca de tiros, aproveitou que os policiais estavam caídos no chão para roubar o próprio carro da polícia e fugir do local.

Vance abandonou a viatura da polícia e roubou outro veículo, um Mitsubishi Eclipse, ao invadir um estacionamento para trailers. Para isso, o criminoso baleou mais duas pessoas.

"Estou pegando a estrada e, se vocês quiserem saber o que acontece depois, me acompanhem", diz Vance na transmissão feita logo após roubar o Mitsubishi em sua conta no Facebook. Na gravação, é possível ver a arma usada pelo criminoso, um fuzil AK-47.

A polícia local utilizou helicópteros para tentar localizar Vance, mas a busca não surtiu efeito. O FBI, a polícia federal americana, instaurou uma investigação para ajudar na captura do criminoso, que segue foragido. 

O homem de 38 anos de idade já possuía histórico policial, acusado inclusive de crimes relacionados à pedofilia, conforme noticiado pelo canal de TV americano "4 Channel". No cartaz de "procura-se" divulgado pela polícia, Vance é apontado como "homem com condições médicas que estaria tentando transmitir sua doença" – não identificando, no entanto, a qual doença a informação se refere.


Fonte: iG