Médico acusado de matar Michael Jackson consegue cela maior

Médico acusado de matar Michael Jackson consegue cela maior

Segundo o "TMZ", o médico condenado pela morte de Michael Jackson, no entanto, chegou a reclamar com seus advogados: "Estou morrendo", disse.

O dr. Conrad Murray, médico condenado pela morte de Michael Jackson, tanto fez que conseguiu: na quinta-feira, 11, o médico foi transferido de sua cela de 5x7 para outra de 8x10, a maior da prisão na qual está encarcerado.

Segundo o "TMZ", Murray, no entanto, continua não satisfeito e chegou a reclamar com seu advogado: "Eu sou um prisioneiro condenado agora. Eu me olho no espelho e não me reconheço. Estou morrendo, você tem de me salvar", disse.

Entenda o caso

No início da semana, Conrad Murray foi levado para o USC Medical Center após sofrer coágulos sanguíneos fatais em suas pernas. Os médicos que o atenderam, no entanto, alegaram que não havia coágulos de sangue e colocaram-no de volta à sua cela. Desde então, o médico vem reclamando de maus tratos na prisão na qual está encarcerado.

Fonte: EGO