Deputada de 41 anos é assassinda a tiros e facadas no Reino Unido

O responsável pela agressão foi identificado como Thomas Mair

A deputada britânica trabalhista Jo Cox morreu nesta quinta-feira após ser baleada e esfaqueada em um ataque na cidade de Birstall, perto de Leeds. Ela iria completar 42 anos na próxima quarta-feira. Um suspeito foi preso.

As autoridades não confirmaram relatos de que o agressor teria gritado "Reino Unido antes", em possível referência ao referendo pela saída da União Europeia (UE) ou a um partido de extrema-direita britânico. Após o ataque, atos de campanha do referendo foram suspensos.

O responsável pela agressão foi identificado como Thomas Mair, de 52 anos, embora a informação não tenha sido confirmada pela polícia. Segundo o irmão, ele teria um histórico de problemas mentais.

Jo estava nas escadas da biblioteca da cidade quando foi atacada, após participar de um evento no local. Uma pessoa contou ter visto a deputada caída e sangrando perto dos degraus. Ainda na cena do crime, a mulher foi declarada morta por um paramédico.

— Ele estava lutando com ela, então a arma disparou duas vezes e ela caiu entre dois carros. Eu fui até lá e ela estava sangrando no chão — relatou uma testemunha.Outras pessoas contaram que houve uma discussão antes dos tiros, que, segundo relatos, podem ter atingido a cabeça de Jo.

Um homem de 77 anos também ficou ferido no ataque.— Havia um sujeito que estava muito irritado e um outro com um boné de beisebol que estava tentando controlá-lo. De repente, o homem de boné puxou uma arma da bolsa — contou Hithem Ben Abdallah, que estava num café próximo.

O homem teria dado um passo para trás e a deputada teria se envolvido na confusão, contou Abdallah.Ainda não estão claras as motivações do ataque.

Algumas testemunhas afirmam que o agressor gritou "Reino Unido antes" ("Britain First") ao atacar Jo.— Ele estava atacando ela como uma faca em múltiplas vezes enquanto gritava "Britain First, Britain First, Britain First" — relatou uma testemunha.

A expressão ("Britain First") é o nome de um partido nacionalista de extrema-direita, que defende políticas anti-imigração.Além disso, "Britain first" é o slogan dos que defendem a saída do Reino Unido da UE.

A deputada foi levada numa ambulância aérea para o Leeds General Infirmary. Jo Cox, de 41 anos, foi eleita no ano passado pelo Partido Trabalhista. Ela tem dois filhos.

Em entrevista coletiva, autoridades britânicas disseram que trabalham para entender o motivo do crime. A polícia não está procurando outras pessoas que possam estar ligadas ao caso e acredita que este seja um episódio isolado.

Jo Cox foi assassinada no Reino Unido  (Crédito: Divulgação)
Jo Cox foi assassinada no Reino Unido (Crédito: Divulgação)


Fonte: O Globo