Dilma cancela viagem à Argentina após notícia da morte do presidente Hugo Chávez

Dilma cancela viagem à Argentina após notícia da morte do presidente Hugo Chávez

Chávez morreu em um hospital de Caracas, capital da Venezuela, aos 58 anos, vítima de complicações de um câncer na região pélvica.

A morte do presidente venezuelano, Hugo Chávez, nesta terça-feira levou ao cancelamento da agenda que a presidente Dilma Rousseff cumpriria na Argentina a partir de quinta-feira (7).

Chávez morreu em um hospital de Caracas, capital da Venezuela, aos 58 anos, vítima de complicações de um câncer na região pélvica. Ele estava internado desde dezembro e, segundo os raros anúncios do governo venezuelano nas últimas semanas, seu estado de saúde se agravou e ele não se recuperava completamente de uma infecção respiratória. Nos últimos dias, ele passou ainda por quimioterapia, embora o governo tenha dito que ele estava "animado".

Dilma iria para El Calafate, no sul do país vizinho, encontrar-se com sua colega Cristina Kirchner durante dois dias. Na agenda, entre outros pontos, estava a negociação para um investimento da mineradora brasileira Vale em um projeto de exploração de potássio na Argentina.

O Planalto ainda não fez o anúncio formal do cancelamento. Dilma irá ao velório do colega venezuelano, mas até agora não tinha informações precisas para a definição da viagem.

Fonte: Folha