Dilma decreta luto de três dias pela morte de Hugo Chávez

Dilma decreta luto de três dias pela morte de Hugo Chávez

O decreto está publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União.

A presidente Dilma Rousseff decretou luto de três dias, a partir desta quarta-feira (6), pela morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Ele morreu ontem (5) à tarde, após complicações de um câncer na região pélvica. O decreto está publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União.

O texto tem dois artigos. "É declarado luto oficial em todo o país, pelo período de três dias, contado a partir da data de publicação deste decreto, em sinal de pesar pelo falecimento de Hugo Rafael Chávez Frías", diz o decreto, cuja íntegra pode ser lida no site da Imprensa Nacional.

A presidente Dilma Rousseff cancelou a visita que faria à Argentina nesta quinta-feira para ir ao funeral de Chávez, que deve acontecer em Caracas na sexta-feira. Ela viaja à Venezuela amanhã.

O cancelamento do encontro entre Dilma e Cristina Kirchner foi decidido de comum acordo após o anúncio da morte do venezuelano e será remarcado para uma data ainda não definida.

Dilma participou nesta quarta-feira de um fórum de trabalhadores rurais e, ao começar seu discurso, disse que precisava informar que "infelizmente e com tristeza, devo dizer que morreu um grande latino-americano, o presidente Hugo Chávez Frias".

Lembrou que, "em muitas ocasiões, o governo brasileiro não concordou integralmente com o presidente Chávez", mas apontou que "hoje, e como sempre, reconhecemos nele um grande líder, uma perda irreparável, e principalmente um amigo do Brasil e de seu povo".

Fonte: UOL