Doença de Kate Middleton já levou Ivete a perder bebê na sexta semana de gravidez

Doença de Kate Middleton já levou Ivete a perder bebê na sexta semana de gravidez

Por causa da hiperêmese gravídica, Ivete perdeu o bebê na sexta semana de gravidez.

A gravidez real foi anunciada em momento delicado para Kate Middleton: com quase três meses de gestação, a duquesa de Cambridge recebeu o diagnóstico de hiperêmese gravídica, após ser internada em hospital de Londres com fortes enjoos matinais. A doença, um agravamento dos desconfortos comuns às grávidas, já levou Ivete Sangalo a perder um bebê em 2008. O problema atinge uma em cada 200 grávidas.

- A Ivete Sangalo teve o mesmo problema da Kate - afirma o obstetra Luiz Eduardo Machado, que acompanhou a primeira gestação da cantora.

Por causa da hiperêmese gravídica, Ivete perdeu o bebê na sexta semana de gravidez. Na época, ela comentou que vomitava muitas vezes ao dia, e sentia um enjoo que não passava. A baiana engravidou novamente e, em outubro de 2009, deu à luz Marcelo, filho de Daniel Cady.

- A hiperêmese é um quadro marcado por excesso de vômitos, enjoos e tonturas. Foi o que a Ivete teve quando perdeu o bebê em 2008, com um aborto espontâneo. Muitas mulheres no mesmo período também passam por isso e o tratamento se dá através de medicações específicas para grávidas, hidratação e, em casos que houver necessidade, como o da Kate, internação. - alerta o médico, que também foi obstetra de Cláudia Leitte.

A grávida com hiperemese gravídica pode vomitar mais de dez vezes por dia, o que provoca profunda desidratação, perda de peso e da preservação nutricional da mulher. Neste quadro, é possível que a mulher sofra um aborto.

- O risco de aborto está presente em toda gestação. Toda mulher que engravida tem 20% de sofrer um aborto. A cada semana que passa, este risco vai caindo porque o feto vai se fortalecendo. A Kate está tendo todo este cuidado por sem quem ela é. Faz parte do processo. Gravidez não é doença, e, sim, sinal de muita saúde para uma mulher - afirma Luiz Eduardo Machado.

Outras celebridades já sofreram com enjoos fortes

Em 2010, Juliana Paes usou o Twitter para desabafar sobre os enjoos da gestação de seu filho Pedro, hoje com 2 anos: ?Os enjoos estão sinistros?. Fernanda Lima, que teve os gêmeos João e Francisco, também sofreu com o desconforto e só recuperou o apetite com 4 meses de gravidez.

Mãe de três, Angélica só teve enjoos na gestação da filha, Eva, nascida em setembro. A cantora cancelou compromissos e gravações do programa ?Estrelas? por causa do mal-estar. ?Só penso em parar de enjoar?, disse a apresentadora, quando já estava no quarto mês de gestação.

Fonte: Extra