Dois parentes de vítimas do naufrágio na Coreia do Sul tentaram se suicidar

De acordo com as autoridades locais, 29 pessoas seguem desaparecidas

Dois dos familiares das vítimas do naufrágio do navio sul-coreano Sewol protagonizaram tentativas fracassadas de suicídio este fim de semana, informou nesta segunda-feira (12) o jornal local "Korea Times".

A polícia surpreendeu no domingo o pai de um dos estudantes mortos quando supostamente tentava se soltar do galho de uma árvore, segundo relatou o jornal.

Uma das filhas deste homem tinha denunciado seu desaparecimento na cidade de Ansan, na periferia de Seul, onde estudavam os mais de 250 alunos de 16 e 17 anos que compõem a maior parte das vítimas do trágico naufrágio.

Na sexta-feira, outro parente foi achado em casa com sintomas de overdose de remédios e foi levado a um hospital, onde se recupera favoravelmente e já não se teme por sua vida, segundo o "Korea Times".

O naufrágio do Sewol já provocou nos primeiros dias um suicídio - nesse caso consumado - do subdiretor do centro educacional, que segundo explicou em uma nota não pôde aguentar seu sentimento de culpa por ter organizado a viagem.

Os trabalhos de resgate das vítimas da balsa que naufragou na Coreia do Sul no dia 16 de abril ficaram suspensos neste domingo (11) devido ao mau tempo, segundo a agência de notícias sul-coreana Yonhap News. De acordo com as autoridades locais, 29 pessoas continuam desaparecidas.

Fonte: G1