Dona da L"Oreal deve ser colocada sob proteção judicial

Liliane Bettencourt, mulher mais rica da França e herdeira do império de cosméticos L"Oreal

França, 14 Jun 2011 (AFP) -A proprietária do grupo de cosméticos L"Oreal, a francesa Liliane Bettencourt, de 88 anos, deverá ser colocada sob proteção judicial para gerir seu patrimônio, opinam os médicos designados pela Justiça, informou nesta terça-feira uma fonte próxima ao caso.

Este grupo de médicos, nomeados em novembro por uma juíza tutelar francesa, não examinaram diretamente a milionária, envolvida em uma dura batalha judicial com sua filha Françoise Bettencourt-Meyers.

Depois do estudo do dossiê médico, os especialistas constataram uma "alteração das faculdades mentais e físicas" da mulher mais rica da França, a qual consideraram afetada por uma "doença cerebral".

Por este motivo, estimam que Liliane Bettencourt "deva poder beneficiar-se de uma medida de proteção dos atos da vida civil, tanto patrimoniais como de caráter pessoal, de tipo fideicomisso reforçado", segundo informa o relatório, ao qual a AFP teve acesso.

Estes três médicos entregaram seu relatório no fim de maio e em 8 de junho foi enviada uma cópia do documento para a filha a milionária.

Um tribunal francês deve examinar em 20 de junho um pedido para que ela seja interditada, feito por Françoise Bettencourt-Meyers.

Após uma reconciliação entre a mulher mais rica da França e sua filha única no fim de 2010, as divergências voltaram há alguns dias.

Em 7 de junho, Bettencourt-Meyers apresentou uma nova ação judicial, acusando as pessoas mais próximas de sua mãe de colocar em perigo os interesses financeiros da octogenária.

A saga judicial familiar remonta de 2007, quando Françoise Bettencourt-Meyers acusou o escritor e fotógrafo François-Marie Banier de ter abusado da fragilidade de sua mãe para obter dela 1 bilhão de euros em doações.



Fonte: UOL